Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

RECIFE

João Campos toma posse e diz que prioridades são educação e combate à Covid-19

Publicado em: 01/01/2021 20:15 | Atualizado em: 01/01/2021 21:23

 (Foto: Sandy James/Esp.DP)
Foto: Sandy James/Esp.DP
Empossado em cerimônia realizada na tarde desta sexta-feira (1º) na Câmara Municipal do Recife, o prefeito da capital pernambucana, João Campos, prometeu uma gestão onde as prioridades serão a educação e o combate à Covid-19. No discurso de posse, citou o pai, o ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos; o bisavô Miguel Arraes, que também foi governador do estado; o papa Francisco e o arcebispo emérito de Olinda e Recife, dom Helder Câmara.

Eleito aos 27 anos, João Campos discursou por 25 minutos enfatizando a necessidade de combater as desigualdades e injustiças e ressaltou a importância da oposição para o processo democrático. Ele e a vice-prefeita Isabella de Roldão (PDT) tomaram posse após os 39 parlamentares eleitos para a legislatura 2021-2024 assumirem os cargos na Casa de José Mariano. "A oposição é essencial ao processo democrático e ao bom desempenho da administração pública", disse.

Ele disse reconhecer o compromisso de dar continuidade às políticas de enfrentamento ao novo coronavírus. "Jamais me omitirei enquanto houver vidas em risco. Não cairemos na armadilha da negação da ciência. A nossa primeira grande prioridade será a imunização da população. Lutaremos dia e noite, de forma ativa, pela vacina. Juntos, vamos terminar de vencer essa guerra", declarou.

Outra prioridade da gestão, segundo Campos, será a educação municipal. "É somente por meio de uma escola pública e de qualidade, que poderemos construir uma cidade em que todos tenham as mesmas oportunidades. Da tribuna desta Casa, firmo hoje o compromisso de que trabalharei, todos os dias, para que um dia o Recife tenha a melhor educação pública de todas as capitais do país", afirmou.

LEIA MAIS:

Neste fim de semana, o prefeito participa da posse dos secretários municipais, que acontece no sábado (2). Já a primeira reunião com o secretariado do Recife será neste domingo (3). "O Recife será a primeira capital do Brasil a ter metade das secretarias comandada por mulheres. Isso é uma forma vanguardista de dizer para todos que é possível, sim, fazer diferente. A primeira reunião do secretariado será no primeiro domingo do ano para mostrar que o nosso ritmo será esse: manhã, tarde e noite; sábado, domingo e feriado trabalhando", afirmou, em entrevista na Câmara Municipal do Recife.

Na próxima semana, o prefeito visita a comunidade Irmã Dorothy, no bairro da Imbiribeira, Zona Sul do Recife. O local foi o primeiro a ser visitado por ele, no dia 27 de setembro do ano passado, durante a campanha eleitoral. "Foi o primeiro ato de campanha. É um lugar que não tem a regularização fundiária, saneamento, escola, creche ou urbanização. A nossa missão é fazer aquilo que falta. É dessa forma que vamos começar", pontuou. Ainda na primeira semana de gestão, João Campos deve anunciar a construção de uma escola. "A educação será a pauta principal da nossa gestão, então não poderia ser diferente. Vamos construir escolas, gerar oportunidades e transformar a educação recifense", disse.

Confira, na íntegra, o discurso de posse de João Campos:

É com o coração cheio de alegria que cumprimento a todos os presentes, agradecendo aos que aqui nos acolhem – a mim e à vice-prefeita Isabella de Roldão. Parabenizo os vereadores empossados e desejo que cumpram seus mandatos em concordância com os anseios da população. Faço isso de forma indistinta: aos que, nesta Casa, apoiarão o Governo e aos que representarão a oposição – essencial ao processo democrático e ao bom desempenho da administração pública.

Estendo os meus agradecimentos aos que, das mais diversas maneiras, caminharam conosco: Governador Paulo Câmara e Prefeito Geraldo Julio, companheiros dos doze partidos que compõem a Frente Popular do Recife, líderes políticos, religiosos e comunitários, assim como meu time e todos os militantes que ocuparam as ruas e visitaram casas para defender as nossas bandeiras. A todos vocês e, de modo muito especial, ao povo do Recife, meu muito obrigado!

Para nós, hoje é um dia não só muito especial, como também histórico. No entanto, cabe a cada um e a cada uma aqui presente fazer com que isso também seja verdade para toda a população recifense, que confiou às nossas mentes e corações o dever e a honra de liderar a nossa capital em um tempo tão desafiador. E será com as marcas da nossa gente que nós iremos fazê-lo, com disposição para lutar, coragem, ousadia e capacidade de sonhar.

Nesse primeiro dia de 2021, nós daremos o primeiro passo rumo a um novo tempo. Se nós estamos aqui é porque firmamos um compromisso com toda a população. Apresentamos ao Recife uma visão e um conjunto de propostas que traduzem não só o nosso amor pela cidade, como também a esperança de que, juntos, podemos e iremos construir dias melhores. Em resposta, o povo nos disse sim. E é com a força dessa decisão que nós vamos seguir em frente.

Somos um povo que sabe abrir caminhos. Que fez isso ao longo de toda a sua história, sempre à frente do seu tempo, com o suor e o sangue de guerreiros libertários, com a paixão de humanistas e a bravura de homens e mulheres que tiveram a audácia de sonhar e fazer acontecer. A coragem de acreditar. Esse é o Recife que não só elegeu o mais jovem prefeito da sua história, como também o prefeito mais jovem da história das capitais.

Em uma mensagem dirigida aos jovens, o Papa Francisco disse: “ser jovem não é sinônimo de sala de espera, não sejam o futuro, mas o presente de Deus, sejam o agora de Deus”. Tenhamos, todos nós, esse compromisso. Porque o futuro que sonhamos começa hoje e está nas mãos daqueles que têm humildade para ouvir e aprender com a experiência, o legado e a sabedoria dos que nos antecederam, e se colocam à disposição do muito que ainda há por realizar. E o mundo pede isso: compromisso, ação, fé e união.

Aqui, é importante termos a maturidade de entender que união não quer dizer pensamento único. Como disse Dom Hélder, “se discordas de mim, tu me enriqueces.” A boa convivência com o contraditório é a essência da democracia.

O que queremos é uma unidade de propósitos, construída no debate, no respeito às diferenças e na diversidade de vozes que forma o todo que somos: uma cidade múltipla, inquieta e irredenta, que não se conforma com o injusto, que não se entrega. É o Recife altivo que não foge à luta e que, por isso, é uma referência em conquistas e grandes transformações, comandadas por líderes que doaram suas vidas, trabalho, ideias e ideais à mais vanguardista, desde sempre, das cidades brasileiras.

Somos orgulhosos, sim, pois somos apaixonados pela mais linda, alegre, inconformada e libertária cidade, em linha reta, de todo o mundo. Aquela que tem o povo mais aguerrido e determinado. É por isso mesmo que nós não abrimos mão de sonhar com uma cidade na qual a justiça social, a universalização de direitos e a igualdade de oportunidades já não sejam utopias, mas sim o resultado de uma construção diária e coletiva. Assim como Ariano Suassuna, também sonho com o dia em que o sol de Deus vai espalhar justiça pelo mundo todo.

Em seu discurso de posse como governador, Miguel Arraes, em 1963, falou sobre a necessidade de combatermos o que ele chamou de “indiferentismo”. Passadas tantas décadas, nós ainda precisamos combater as muitas indiferenças que nos rodeiam: a indiferença às injustiças, ao sofrimento do próximo, às demandas dos mais vulneráveis. Tempos difíceis como os que atravessamos pedem ainda mais de cada um de nós. Exigem olhar atento, solidariedade, sensibilidade e muita ação. É nisso que acreditamos e é assim que trabalharemos. Estamos comprometidos com o combate às desigualdades e às injustiças. Afinal de contas, o Recife é dessa luta.

O nosso Recife é esse lugar gigante. Protagonista. Revolucionário. Lembremos de 1817. Nós precisamos honrar as lutas e trajetórias que nos trouxeram até aqui. Vidas dedicadas à liberdade. Convenção do Beberibe, Confederação do Equador. O Recife à frente. E a Frente no Recife. A Frente Popular do Recife, que soube reconhecer essa história, assim como fazer história, exatamente por estar presente e atuante, ao lado do povo, em defesa dos mais humildes, sendo porta-voz e defensora dos que mais precisavam de representantes legítimos. Esse foi o papel cumprido, nas mais variadas situações da nossa História, pelos líderes da Frente Popular. Inspiradores. Decisivos. Definidores de rumos, construtores de legados.

Pelópidas, Arraes, Eduardo, Jarbas, Paulo, Geraldo. Governantes que, mais do que honrar a confiança do povo, o fizeram honrando princípios. Também em momentos desafiadores, que exigiam firmeza, lucidez, compromisso. Para dar passos à frente. Do enfrentamento à ditadura, ao combate incansável às desigualdades e à luta por uma escola pública de qualidade, o nosso compromisso sempre foi com a democracia. Pois, como disse Anísio Teixeira, “só existirá democracia no Brasil no dia em que se montar no país a máquina que prepara as democracias. Essa máquina é a da escola pública.”

Quis o destino que o maior desafio da nossa geração fosse enfrentado, na Prefeitura do Recife e no Governo de Pernambuco, sob a liderança de dois legítimos representantes da Frente Popular. Muito me honra estar aqui ao lado de vocês, fazendo parte do mesmo time. Sei do desafio e da responsabilidade que assumo, de estar à altura das virtudes que demonstraram, do legado que estão deixando, como gestores e homens públicos decentes, dedicados e determinados.

Pernambuco está de pé, fazendo a travessia rumo ao futuro com respeito às pessoas e à vida, com um olhar responsável e correto, com muitas realizações que fazem do nosso estado uma referência de correção e afirmação, transformando vidas a cada compromisso cumprido. Parabéns e obrigado, governador Paulo Câmara. Muito me honra poder trabalhar ao seu lado, agora como parceiro à frente da Prefeitura do Recife.

Instituição essa que receberei organizada, forte, voltada às prioridades reais da cidade, com uma enorme relação de entregas realizadas por uma equipe que se dedicou de forma incansável. Apontando o futuro. Nesse Recife que hoje tem Compaz, Hospital da Mulher, Restaurante Popular, Faixa Azul, Hospital da Pessoa Idosa, Upinha, Ciclofaixa. Que reencontrou patrimônios como o Teatro do Parque, o Geraldão e o Jardim Botânico. Uma cidade mais humana, social e ambientalmente responsável e conectada, permitindo que o Recife seja exatamente o que é: uma cidade única. Por isso e muito mais, deixo aqui registrada minha enorme gratidão por tudo o que Geraldo, Luciano Siqueira e equipe – secretários, comissionados e servidores públicos – fizeram pelo nosso Recife. É a essa cidade que nós vamos dedicar o nosso melhor.

Não será um tempo de facilidades. Ainda vivemos um momento de muitos desafios, consequências de uma crise mundial, que não é apenas sanitária. O prefeito Geraldo Julio enfrentou a pandemia, em 2020, de maneira corajosa, incansável e humana. Colocou a vida das pessoas acima de tudo. Nesse enfrentamento, fez muito mais inclusive do que gestores de cidades mais ricas e estruturadas, pois não mediu esforços para garantir proteção, cuidado e respeito à população recifense.

Meu caro prefeito, de suas mãos, logo mais, vou receber uma grande missão, e me sinto muito honrado por poder sucedê-lo. Geraldo, trabalharei dia e noite para fazer o Recife continuar avançando. Você e toda a nossa população podem contar com esse compromisso. Seguindo o seu exemplo, afirmo aqui que o meu coração recifense estará pulsando todos os dias pelo nosso povo.

Amigo Geraldo, um prefeito que honrou as tradições da Frente Popular e do bravo Recife. Sei dos sacrifícios necessários, na vida pessoal inclusive, para responder a tantas e tão diversificadas tarefas. Agradeço a você e a sua família: Cristina, Eduardo, Rodrigo e Mariana.  Sua resiliência, resistência e persistência serão fontes de inspiração para todos nós. Na luta pela vida, pela educação que liberta, pela oportunidade que atiça o sonho, por uma cidade que nos faça sorrir, conviver, viver e fazer o novo tempo se transformar em realização e construção. Cidade essa que seja exemplo para um mundo mais justo, fraterno, feliz e humano. Obrigado, prefeito, por cada vida salva. São essas vidas que estarão junto com a gente fazendo o Recife do futuro. Você honrou o legado de Eduardo Campos e, com o seu trabalho, não só salvou milhares de vidas, como também inaugurou vida na vida das pessoas.

O meu compromisso, com todo o povo do Recife, é de continuar enfrentando essa batalha contra o coronavírus com coragem. Jamais me omitirei enquanto houver vidas em risco. Não cairemos na armadilha da negação da ciência. A nossa primeira grande prioridade será a imunização da população. Lutaremos dia e noite, de forma ativa, pela vacina. Juntos, vamos terminar de vencer essa guerra!

Durante a campanha, nunca abandonamos os valores e a crença que se resumem em uma palavra: esperança. Foi com verdade e muita construção coletiva que defendemos o nosso legado e propusemos novos caminhos rumo ao futuro. Agora é hora. É no agora que faremos o novo. A partir do já feito. Olhando para a frente. Levamos a sério demais a esperança de uma cidade inteira. Porque é para todos e todas que governaremos. Não pode haver vitoriosos e derrotados quando a gestão começa. Todos e todas precisam ganhar. O Recife é de cada um e cada uma. De todas as raças, credos, idades, necessidades.

É olhando para as diferenças que vamos fazer um Recife mais igual. Combatendo firmemente as desigualdades. Com uma atenção especial para quem, historicamente, foi deixado para trás. É dever do poder público garantir e ampliar direitos. Quem não caminha nessa direção não está à altura do compromisso que assumiu. Mulheres, negros, pessoas com deficiência, moradores da periferia, todos. O Recife tem que ser a cidade de toda a nossa gente. Vamos de mãos dadas fazer a cidade dos nossos sonhos.

Aqui, queria deixar registrado um exemplo concreto do meu comprometimento com a verdade e com os compromissos que firmei durante a campanha. No dia de hoje podemos dizer que fomos além do que havíamos prometido, quando dissemos que pelo menos metade dos cargos de liderança da prefeitura seriam ocupados por mulheres. Pois somos hoje a primeira capital do Brasil a ter metade de suas secretarias lideradas por mulheres.

Dou esse passo vanguardista e inovador ao lado da nossa vice-prefeita, Isabella de Roldão – primeira vice-prefeita da história do Recife, – com a certeza de que o time que montamos liderará a construção de uma cidade mais justa e desenvolvida.

Esse momento histórico me traz à lembrança todas as mulheres que marcaram minha caminhada até aqui. Dona Sevi, grande referência do Morro da Conceição, dona Simone, do Alto Santa Terezinha, que, por meio do comércio informal, luta por um futuro melhor para seus três filhos, dona Patrícia, que pedala 14 km por dia para que seus filhos tenham o direito à creche e minha mãe Renata, meu maior exemplo de correção e serenidade. É com e para as mulheres recifenses que faremos a nossa gestão.

Com ações como a criação de vagas em creches e a priorização da alfabetização, vamos construir uma cidade mais solidária. Com o Crédito Popular e o Embarque Digital, que garantirá a qualificação profissional visando a empregabilidade dos nossos jovens na área de tecnologia, construiremos uma cidade mais empreendedora. Com a entrega de mais de 50.000 escrituras e a construção do Hospital da Criança, teremos uma cidade mais humanizada. Com a transformação digital, a desburocratização e a integração da máquina pública, construiremos uma cidade 4.0. Muitas propostas novas que traduzem sonhos de sempre. De pessoas como Arraes, Eduardo, Dom Helder, Ariano, Bárbara de Alencar, Mulheres de Tejucupapo e tantas pessoas que todos os dias acordam e enfrentam seus desafios com resiliência e coragem, mas também com amor, fé e garra para vencer a batalha da vida.

Permitam-me, agora, relembrar um trecho do discurso do meu pai Eduardo Campos, no dia 1º de janeiro de 2007, quando assumiu o Governo do Estado pela primeira vez. Naquele momento, ele disse: “Vamos construir um tempo novo, em que os que sempre perderam vão começar a ganhar. Um tempo em que as vítimas não serão mais culpadas. Um tempo em que a indignação seja a ferramenta para enfrentar a pobreza, a miséria, a violência e a exclusão”.

A minha batalha é a batalha pelo futuro que Eduardo sonhou e lutou para construir. E nada pode representar melhor o futuro do que as crianças. É pensando nelas que vou trabalhar manhã, tarde e noite. Todos os dias, pelos próximos quatro anos. Para que as nossas crianças tenham chances reais de quebrar o ciclo da pobreza e possam sonhar sem limites. Para que o filho e a filha do pobre também possam ser o que quiserem. Queremos um Recife em que nossas crianças possam ter uma infância plena e feliz, com parques e praças onde possam brincar em segurança.

Esse futuro começa hoje. Com a priorização, do começo ao fim, da nossa educação. Porque é somente por meio de uma escola pública e de qualidade, que poderemos construir uma cidade em que todos tenham as mesmas oportunidades. Da tribuna desta casa, firmo hoje o compromisso de que trabalharei, todos os dias, para que um dia o Recife tenha a melhor educação pública de todas as capitais do país.

Agradeço a Deus pela proteção ao longo da minha caminhada. Que eu possa ser instrumento Dele. Que nunca nos falte humildade, serenidade e firmeza para fazer o que é certo.

Agradeço também àqueles que são a base de tudo na minha vida. Minha família. Meus pais Renata e Eduardo. Sei que só cheguei até aqui porque pude aprender, e muito, com vocês. No dia em que perdi meu pai aqui na terra, tive a certeza que dali em diante jamais estaria só. Tenho um anjo da guarda, um protetor, uma referência no Céu. Jamais estarei só.

Minha mãe Renata. Você é uma mulher de fibra, meu grande exemplo de correção e decência. A pessoa mais justa que conheço. Sua fé é nossa força motriz para jamais perdermos a esperança no futuro. Obrigado, mãe.

Agradeço também aos meus irmãos Duda, Pedro, Zé e Miguel. Vocês são meus melhores amigos. Obrigado por tudo que fizeram e fazem por mim. Miguel não pôde estar aqui hoje, mas é luz radiante em nossas vidas. Sonho com o dia em que o mundo tenha um pouco da sua pureza e bondade. Que o amor que Miguel transborda possa sempre servir de exemplo para todos nós.

Agradeço também a minha companheira Tabata, companheira da vida, da luta e da paz. Quem me passa segurança e está sempre ao meu lado. Quem me acolhe. Eu sou muito grato por ter você na minha vida, Tabata. Sua trajetória me inspira e você me faz ter a certeza que estou no caminho certo. Te amo!

Por fim, agradeço aos meus avós Ana, Rejane e Cyro. Vovô Cyro, você é a grande referência de humanidade na minha vida.

Como reafirmei ao longo de toda a campanha, a minha luta é para que todos tenham o direito de sonhar, e sonhem sem limites. Essa é uma luta de uma vida inteira e sou muito grato por saber que poderei contar com cada um de vocês nessa caminhada.

Faremos de hoje um dia histórico porque o nosso lugar não é o da espera. É o da esperança. E hoje é o dia em que a nossa esperança se renova. É também o dia em que um novo tempo se inicia. O nosso tempo é o agora. Viva o Recife, que Deus nos abençoe nessa missão!


 
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 25/01
Enem 2020: professores do Colégio Núcleo comentam ao vivo as provas deste domingo
Verão inspira cuidados com a saúde e alimentação
Resumo da semana: enfim, a vacina, posse de Biden e cerco contra os fura-filas
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco