Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

ELEIÇÃO

Candidatos à Presidência da Câmara trocam farpas nas redes sociais

Publicado em: 22/01/2021 16:37

 (Foto: Luis Macedo e Maryanna Oliveira/Camara dos Deputados)
Foto: Luis Macedo e Maryanna Oliveira/Camara dos Deputados
A pouco mais de uma semana da eleição para a presidência da Câmara dos Deputados, em 1º de fevereiro, os dois principais candidatos, Baleia Rossi (MDB-SP) e Arthur Lira (PP-AL), subiram o tom na troca de ataques pelas redes sociais. Nesta sexta-feira (22), Rossi, que é apoiado pelo atual presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), acusou o adversário de ser uma "metamorfose ambulante", por, segundo ele, adotar um discurso de campanha que não corresponde a sua atuação política.

Em uma das publicações, o emedebista acusa Lira, que tem o apoio do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), de omitir que tenha pedido urgência para a votação do Projeto de Lei Complementar 34/20 na Câmara. De autoria do deputado Wellington Roberto (PL-PB), a proposta institui o empréstimo compulsório para atender às despesas urgentes causadas pela situação de calamidade pública relacionada ao coronavírus. Esse tipo de empréstimo consiste na tomada compulsória, pelo Estado, de certa quantidade de dinheiro do contribuinte, com o resgate dos valores em determinado prazo estabelecido por lei.

"No ano passado, meu adversário pediu urgência no PLP 34/20, que autoriza o confisco de empresas pelo governo. Gravou vídeos defendendo a proposta. Agora, mantém silêncio sobre o assunto. Mudou a velha opinião? Ou é casuísmo? Metamorfose ambulante", tuitou Baleia Rossi, ao compartilhar uma matéria jornalisticaa sobre o pedido de urgência apresentado pelo Centrão, bloco parlamentar liderado por Lira e que dá sustentação ao governo.

Em outra publicação, Baleia Rossi sugere que Lira esteja agindo por casuísmo. "Meu adversário é pura Metamorfose ambulante. Previsibilidade? Toca Raul! Ele já quis CPMF. Depois, disse que não é bem assim. Era contra o auxílio emergencial com rigor fiscal. Agora, é a favor, mas depende. Olha, mudar a velha opinião é uma virtude. Agir por casuísmo, não", escreveu o emedebista.

Lira respondeu aos ataques no mesmo tom, acusando o adversário de fazer um "jogo sujo" e outras "baixarias" ao longo da disputa. "Muito bom o tuíte de Baleia Rossi ditado por seu chefe @RodrigoMaia. Bem feito, articulado. O que eu tenho a dizer ao chefe dele é que teremos, sim, previsibilidade com uma Câmara dos 'nós' e não do eu'", tuitou Lira. "Outra coisa: não vamos cair no jogo sujo que tentam empurrar neste final de campanha, com ataques pessoais como o tuíte de hoje e outras baixarias. Vamos, sim, é limpar a Câmara do excesso de personalismo", continuou.

O político alagoano vem sendo apontado como favorito para vencer a disputa na Câmara. O bloco que o apoia reúne 11 partidos, que somam 259 deputados: PSL, PL, PP, PSD, Republicanos, PTB, PROS, Podemos, PSC, Avante e Patriota. Nos últimos dias, Lira tem recebido a adesão de forças políticas que deixaram de apoiar Baleia Rossi, como o PSL. Para a vitória da eleição em primeiro turno são necessários, no mínimo, 257 votos — mais da metade dos 513 deputados.

Já Baleia Rossi conta com o apoio de outras 11 siglas: PT, MDB, PSDB, PSB, DEM, PDT, Solidariedade, Cidadania, PCdoB, PV e Rede, que reúnem 236 parlamentares.

Porém, como o voto no dia da eleição será secreto, ambos os lados em disputa temem trações de última hora.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Combate à obesidade ganha ainda mais importância no contexto da pandemia
Resumo da semana: explosão de casos de Covid-19 e desdém do presidente
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 05/03
Na pior fase da pandemia, cidades fazem panelaço contra Bolsonaro
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco