Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

RESULTADOS

TSE diz que lentidão na apuração não tem relação com ataque hacker

Publicado em: 15/11/2020 20:46

 (Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)
Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil
O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou uma nota sobre a lentidão no sistema de apuração de votos. As urnas foram fechadas às 17h. Pouco depois, a capital Florianópolis (SC) estava próxima de concluir a contagem, porém, os números pararam de ser atualizados. Segundo o tribunal, trata-se de atraso apenas na divulgação dos resultados.

Os tribunais regionais eleitorais seguem com os levantamentos. Porém, o “banco de totalização” do TSE “está somando o conteúdo de forma mais lenta que o previsto”. “O problema está sendo resolvido pelos técnicos, para a retomada mais célere do processo de divulgação. Ressaltamos que não há nenhuma relação com o vazamento de dados pessoais de servidores e nenhuma relação com a tentativa de ataque cibernético registrada pela manhã”, afirma o texto.

Mais cedo, o presidente do TSE, Luís Roberto Barroso, afirmou que houve uma tentativa de ataque hacker para derrubar servidores que foi neutralizada por técnicos do tribunal e das telefônicas. O aplicativo e-Título também apresentou instabilidade, segundo o ministro, nas funções de busca e informação de zonas eleitorais. Porém, ele ressaltou, o programa teria continuado a funcionar como documento eleitoral.

“Houve uma tentativa de ataque hoje (domingo), com grande volume de tentativas de acessos simultâneos (aos servidores do TSE), neutralizado pelo TSE e operadoras de telefonia e, portanto, sem qualquer repercussão sobre o processo de votação. Essas são as informações que temos para prestar”, afirmou. A suspeita é que o ataque tenha sido feito a partir do exterior.

E-Título
Sobre o e-Título, Barroso explicou que ocorreram 13 milhões de downloads, sendo 3 milhões somente entre este sábado (14) e domingo (15). “Houve instabilidade pela grande quantidade de acessos a informações sobre o local de votação, que é uma das vias para pegar a informação, e se presta para a justificativa para que se esteja fora de seu local de votação por georreferenciamento. Nesses dois casos, a quantidade de acessos produziu instabilidade no sistema”, disse.

TAGS: tse | eleiçao | hacker |
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Entrevista com o governador Paulo Câmara
Um milhão de doses da CoronaVac chegam em São Paulo
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 03/12
Vídeo mostra confusão envolvendo agentes da CTTU em Santo Amaro
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco