Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

STF

Lewandowski vota para que governo apresente plano de vacinação em 30 dias

Publicado em: 24/11/2020 20:45

 (Foto: José Cruz/Agência Brasil)
Foto: José Cruz/Agência Brasil
O ministro do Supremo Tribunal Federal Ricardo Lewandowski votou nesta terça-feira (24/11) para que o governo apresente um plano de vacinação no prazo de 30 dias. O voto é no âmbito de uma Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) com pedido de liminar, proposta pelo Partido Rede Sustentabilidade, depois que o presidente Jair Bolsonaro desautorizou a assinatura do Ministério da Saúde no protocolo de intenção de aquisição da vacina CoronaVac, desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac Biotech em parceria com o Instituto Butantan.

A ação está no plenário virtual e começa a ser julgada no dia 4 de dezembro, com encerramento no dia 11. Há, ainda, outra ação no plenário com o mesmo prazo para voto. Neste sistema, os ministros não debatem, mas apenas inserem os votos no sistema da Suprema Corte. O pedido do Rede Sustentabilidade pede que o governo “apresente em 48 horas planos de aquisição de vacinas que contemplem todas as alternativas viáveis”.

Ao decidir, o ministro ressalta “os impactos positivos que as campanhas de vacinação têm no Brasil e no mundo, contribuindo para conservar a saúde e salvar vidas de milhões de pessoas e, ainda, para minorar os custos dos tratamentos médico-hospitalares”.

Ele, então, vota para que seja apresentado em 30 dias um “plano compreensivo e detalhado acerca das estratégias que está colocando em prática ou pretende desenvolver para o enfrentamento da pandemia desencadeada pelo novo coronavírus, discriminando ações, programas, projetos e parcerias correspondentes, com a identificação dos respectivos cronogramas e recursos financeiros, de maneira a assegurar a oferta e distribuição tempestiva, universal e gratuita de vacinas, em qualidade e quantidade suficiente para a imunização de toda a população brasileira”.

O ministro solicita, ainda, que sejam seguidos “critérios técnicos e científicos pertinentes” e que seja “assegurada a maior cobertura vacinal possível, no limite de suas capacidades operacionais e orçamentárias”. O governo ainda deverá, segundo voto de Lewandoski, atualizar o plano a cada 30 dias até o final de 2021.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Enem 2020: professores do Colégio Núcleo comentam ao vivo as provas deste domingo
Enem em plena pandemia vira desafio em dobro para estudantes
Enem para todos com o Fernandinho Beltrão #369 #370 Isolamento geografico, reprodutivo e genético
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 15/01
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco