Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

Eleições

João Campos (PSB) e Marília Arraes (PT) participaram do primeiro debate do segundo turno nesta quinta-feira

Publicado em: 19/11/2020 14:04

 (Foto: Divulgação)
Foto: Divulgação
Na manhã desta quinta-feira, os candidatos à Prefeitura do Recife João Campos (PSB) e Marília Arraes (PT) participaram do primeiro debate do 2º turno, realizado pela Rádio Jornal. O debate ocorreu às 10h30, com mediação do jornalista Geraldo Freire. No início da conversa, os candidatos apresentaram suas trajetórias, justificando o porquê merecem ocupar o cargo de prefeito ou prefeita da cidade do Recife.

“Nós fizemos uma campanha bonita, propositiva, trazendo ideias e conceito para a cidade do Recife. Tivemos o primeiro turno vitorioso, um primeiro turno onde a gente apresentou tudo com muita verdade, com muita transparência, com muito compromisso com as pessoas da nossa cidade”, disse João Campos, ressaltando que agora é hora de intensificar a agenda. “Eu conheço os quatro cantos da cidade do Recife, conheço os principais problemas da nossa cidade. Eu estou pronto para ser prefeito do Recife, estou pronto para fazer o Recife avançar”, garantiu.

Marília Arraes também afirmou que se sente preparada. A candidata comentou sobre a sua trajetória na política. “Não foi fácil chegar até aqui, não foi fácil conquistar o direito de ser candidata, cheguei ao segundo turno com quase o mesmo percentual do candidato adversário, mas foi com a força do povo”, frisou a candidata. “Eu tenho coragem para enfrentar todos os desafios poderosos que sempre deixam o povo em último lugar”, concluiu.

Durante a conversa, os candidatos apresentaram suas propostas para o município. O candidato do PSB falou sobre o sistema de saúde do Recife. “O nosso compromisso é ampliar infraestrutura nos territórios que ainda não tem a infraestrutura adequada, mas ir além, fazendo a ampliação da equipe e fazer um acolhimento no atendimento”, destacou João Campos. “Nós vamos fazer o Hospital da Criança da cidade do Recife, vamos fazer uma UPA especialidades em Casa Amarela para garantir não só os exames, mas sim, as consultas, o acompanhamento e até pequenos procedimentos cirúrgicos”, pontuou.

Marília afirma que fará parcerias com as comunidades. “Vamos capacitar as mães das comunidades para trabalharem, vamos criar uma rede de enfrentamento à violência doméstica e tudo isso se faz com prioridade, nunca teve uma mulher na prefeitura para priorizar essas questões que atingem diretamente as mulheres e nós vamos fazer diferente”, destacou a candidata.

A candidata do PT questionou João Campos sobre os problemas estruturais das escolas municipais, querendo saber suas propostas para este tema. Segundo o deputado, são inegáveis os avanços recentes que foram obtidos na rede municipal de ensino. “Nós temos hoje multiplicado por dez, o número de matricula na educação integral do ensino fundamental, isso é uma conquista importante” disse João. “Eu tenho compromisso para mostrar que já fizemos e vamos fazer muito mais. O Recife vai ser colocado no pódio da educação brasileira”, garantiu.

O que discordou a candidata, afirmando que as escolas estão sucateadas, e que trará melhorias para todos os pontos negativos. Já para o candidato João Campos, Marília Arraes olha para o Recife e só vê problemas e não observa os avanços. “A gente sabe que muitos avanços foram conquistados, os indicadores mostram isso”, destacou o candidato.

Os dois candidatos do segundo turno também apresentaram suas propostas para o Compaz – Centro Comunitário da Paz. “Só quem conhece o Compaz tem noção do seu impacto em torno da sociedade. O Compaz é muito mais que uma obra de pedra e cal, é uma cultura de paz, é uma cultura de acolhimento. Nós vamos ampliar e fazer um novo Compaz, pois essa é uma ação efetiva de cidadania”, disse João Campos.

“A gente vai colocar cursos que encaminham os jovens para o mercado de trabalho, vamos ampliar as vagas, vamos dar mais oportunidades. Vamos colocar cursos com orientações para os jovens montarem seu próprio negócio, para abrirem o seu MEI. A gente vai cuidar do Recife, a gente vai reativar a economia da cidade”, frisou Marília Arraes.

Ao decorrer do debate, vários temas foram abordados, entre eles, o déficit habitacional. A candidata ratificou compromisso em acabar com as palafitas no Recife e que vai dialogar com todos os setores da sociedade para buscar recursos para consolidar o projeto. "Vamos buscar recursos e parcerias com a iniciativa privada e com o Governo Federal”, disse a candidata. “Nós vamos zerar as palafitas, nós vamos priorizar as obras dos morros, de quem vive em barreiras, nós vamos dar uma tranquilidade maior para essas pessoas que estão fora de suas moradias”, concluiu. 

Sobre a gestão metropolitana, o candidato do PSB afirmou que dará foco a gestão metropolitana, que segundo ele, irá exercer o papel político de unir as pessoas. “Nós temos que fazer o debate metropolitano para pode garantir que as cidades vizinhas também fortaleçam as suas redes. Nós faremos isso com diálogo, com a capacidade de unir e de poder construir solução”, disse João.

Sobre o saneamento básico, o candidato do PSB afirmou que em seu plano de governo apresentou conjuntos de propostas para o saneamento. “Nós vamos aumentar em 50% a cobertura de saneamento priorizando as áreas que mais precisam, as comunidades de interesse social, as áreas mais pobres do Recife”, disse João Campos. “Nós vamos fazer mais do que o saneamento, vamos fazer a urbanização. Nós apresentamos um robusto plano para aumentar em 50% a cobertura de saneamento dos próximos anos”, garantiu.

Para Marília, sua missão será cobrar da Compesa que cumpra o seu papel em relação ao saneamento básico. “E vamos também cuidar da coleta de lixo, a coleta de lixo no Recife é muito deficitária, nós vamos ampliar a possibilidade das pessoas levarem o seu lixo para coleta seletiva, vamos ampliar para 100% dos municípios o acesso à coleta de lixo que também tem a ver a todas essas questões urbanas da cidade”, disse a candidata do Partido dos Trabalhistas.

Nas conclusões finais, Marília afirmou que Recife precisa ter a primeira prefeita da sua história. “A nossa campanha é a campanha do amor, do coração, pois a gente está aqui ganhando a consciência e a esperança das pessoas. Sem dúvidas alguma vocês vão ter da gente uma campanha bonita, pra frente e propositiva, porque é isto que o eleitor merece”, destacou Marília Arraes.

João Campos ressaltou que chegou a hora de trazer a esperança. “Chegou a hora de motivar as pessoas, de entender que o tempo que se avizinha é um tempo que deve ser difícil mesmo, pois estamos na maior crise que todas as gerações vivas já viveram, mas é aí que a gente cresce, porque eu aprendi a crescer no desafio, sobre ir para cima do problema e dar solução para ele. Nós vamos fazer um Recife que gera oportunidade, Recife vai ser uma cidade de referência no Brasil”, finalizou o candidato do PSB.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Vacina russa afirma ter 95% de eficiência
ONU condena racismo estrutural no Brasil
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 24/11
De 1 a 5: a artista Isabela Cribari fala de suas obras na exposição Antropocenas
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco