Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

Grande Recife

Eleitores encontram tranquilidade em sessões eleitorais de Olinda e Jaboatão

Publicado em: 15/11/2020 18:52

 (Foto: Arnaldo Sete/ Esp. DP Foto)
Foto: Arnaldo Sete/ Esp. DP Foto
Eleitores de Olinda e Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife, encontraram tranquilidade em locais de votação dos municípios na tarde deste domingo (15). Com a proximidade do final do horário de entrada nas sessões, a movimentação era tranquila nos bairros do Varadouro e Piedade, onde os eleitores não encontraram grandes dificuldades para votar.

O estudante João Paulo Tavares, 19, votou pela primeira vez nestas eleições, e encontrou a Escola Sigismundo Gonçalves, no bairro do Varadouro, em Olinda, com movimentação tranquila. “Está mais ou menos organizado, mas tem fila com muita gente próxima”, aponta. Já para a manicure Maria Bethânia, 57, não foi a primeira eleição no local. De saída, depois de poucos minutos no local de votação, ela conta que a movimentação tranquila deste domingo foi “melhor do que os outros anos”.

No Colégio São Bento, também no Varadouro, a situação era semelhante: pouca espera e quase nenhuma fila. Maria Ribeiro, 30, reside no Recife, mas vota em Olinda, município onde morou boa parte da vida. A jornalista conta que não encontrou problemas para votar. “Aqui sempre é tranquilo, dessa vez tem três sessões na mesma sala que a minha, mas não tinha ninguém”, afirma.

Em Piedade, Jaboatão dos Guararapes, a movimentação era tranquila no prédio da UNIFG, nos últimos minutos antes do fechamento do portão, às 17h. Por lá, eleitores não relataram nenhuma alteração, e elogiaram a aplicação das medidas de proteção contra a Covid-19.

Prevenida, a funcionária Silvânia Fonseca, 40, compareceu ao local de votação com o próprio material de higiene: luvas, máscara e álcool em gel. Ela conta que, apesar de não ter demorado a votar, teve problemas para encontrar a sessão. “Eu achei complicado porque mudaram as sessões. Eu tive que procurar ajuda”, afirma.

Para Luís Machado, 62, a votação no local foi “a mais tranquila das últimas eleições”. A opção pelo horário foi estratégica: o advogado escolheu o final da tarde para registrar o voto porque imaginou que encontraria menos movimento no prédio. E acertou. “Eu tinha prioridade para votar das 7h às 10h, mas preferi descansar, dormir até mais tarde, para vir agora no final”, conta.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Rhaldney Santos entrevista Giovanni Prado, diretor executivo da Sicredi Pernambucred
Vacina russa afirma ter 95% de eficiência
ONU condena racismo estrutural no Brasil
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 24/11
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco