Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

PANDEMIA

Brasil "tem que deixar de ser um país de maricas", diz Bolsonaro sobre a Covid-19

Publicado em: 10/11/2020 19:41 | Atualizado em: 10/11/2020 19:47

 (Declaração foi dada durante evento sobre retomada do turismo. Foto: Isac Nóbrehga/PR)
Declaração foi dada durante evento sobre retomada do turismo. Foto: Isac Nóbrehga/PR
O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira (10/11) que o Brasil deve deixar “de ser um país de maricas” ao falar sobre como se deve enfrentar a pandemia da covid-19. "Tudo agora é pandemia. Tem que acabar com esse negócio. Lamento os mortos. Lamento. Todos nós vamos morrer um dia", disse. A pandemia já matou mais de 162 mil brasileiros e infectou 5,6 milhões de pessoas.

"Não adianta fugir disso, fugir da realidade. Tem que deixar de ser um país de maricas", afirmou o presidente. "Prato cheio para a urubuzada", acrescentou em referência à imprensa, logo após pronunciar a frase.

A declaração foi dada em evento de retomada do Turismo. Durante a cerimônia, o chefe do Executivo ainda voltou a dizer que a pandemia foi "superdimensionada": "Tenho sentimentos com todos que morreram, mas é superdimensionado. 'Fique em casa, a economia a gente vê depois'. Afundaram vocês."

O presidente criticou a atuação do Congresso e comparou sua gestão com como seria se Fernando Haddad (PT) ou João Doria (PSDB) fossem presidentes.

"Novas pesquisas ainda não comprovadas cientificamente mostram que só 5% das mortes foram causadas pela Covid. Tem que enfrentar, pô. É a vida. Como chefe de Estado, tenho que tomar decisões que não me deixaram tomar. O que faltou pra nós não foi um líder, mas foi deixar um líder trabalhar. Imagina se fosse o Haddad ou o governador de São Paulo no meu lugar. Seria igual à Argentina, onde as pessoas estão fugindo pro Uruguai ou pro Rio Grande do Sul. O parlamento tem sua culpa também. Ali tem uma corrente forte de esquerda, do atraso", afirmou.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Moderna espera entregar sua vacina antes do Natal
OMS alerta para situação do Brasil e México na pandemia
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 30/11
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 01/12
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco