Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

Encontro

"Vamos abrir a caixa preta das multas", promete Patrícia em reunião com motoristas de app

Publicado em: 07/10/2020 14:33

A delegada reforçou o compromisso em averiguar onde está sendo investido o dinheiro arrecadado com as multas no Recife. Foto: Thiago Calazans/Divulgação ( Foto: Thiago Calazans/Divulgação)
A delegada reforçou o compromisso em averiguar onde está sendo investido o dinheiro arrecadado com as multas no Recife. Foto: Thiago Calazans/Divulgação ( Foto: Thiago Calazans/Divulgação)
A candidata a prefeita do Recife, Patrícia Domingos (Podemos), afirmou que irá investigar para onde vai o dinheiro arrecado com as multas aplicadas na capital pernambucana. A declaração foi feita durante reunião com motoristas de aplicativo na manhã desta quarta-feira (7). O encontro ocorreu na Praça do Derby, área central do Recife.

Os condutores reivindicam melhores condições de trabalho e denunciam o que chamam de "indústria das multas". "A cidade do Recife tem hoje o objetivo de multar o motorista de aplicativo. Não existe política de educação no trânsito. A arrecadação com multas só aumenta. Se houvesse uma preocupação com evitar as infrações, era para esse número diminuir a cada ano", disse o professor Thiago do Uber (Cidadania), representante da categoria e candidato a vereador. 

De acordo com levantamento feito pelos motoristas, no ano de 2016 a Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU) arrecadou R$ 25.966.865,47 em multas. O número cresceu 39,27% no ano seguinte, 2017, chegando a R$ 36.165.003,38. Em 2018, o valor arrecadado em multas foi de R$ 69.724.632,96,  92,80% maior que o do ano anterior. Por fim, em 2019 a CTTU arrecadou R$ 98.208.610,33, um crescimento de 40,85% em relação a 2018.

A delegada reforçou o compromisso em averiguar onde está sendo investido o dinheiro arrecadado com as multas no Recife. "Nossa gestão vai abrir essa verdadeira caixa preta de multas. A fiscalização não pode ser um meio de aumentar a arrecadação do município. Vamos investigar para onde esse dinheiro está indo", argumentou Patrícia.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Rhaldney Santos entrevista Dr Carlos Romeiro, ortopedista
Rhaldney Santos entrevista Celso Muniz (MDB)
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão #181 - Tiops de rins dos vertebrados
Rhaldney Santos entrevista Dr. Felipe Dubourcq, urologista
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco