Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

Meio ambiente

Secretários de Meio Ambiente de dezoito estados brasileiros participam de reunião internacional sobre práticas emergenciais

Publicado em: 04/10/2020 19:47

 (Divulgação)
Divulgação
O Centro Brasil no Clima (CBC) coordenou o Seminário Internacional Inovações Pelo Clima, o evento contou com participação de representantes de todo o Brasil, da União Europeia e Abema.

O seminário teve como objetivo incentivar a sinergia nas políticas globais, nacionais e subnacionais, trazendo ações emergenciais para um Brasil Carbono Neutro. Cerca de 30 representantes de dezoito estados brasileiros marcaram presença no seminário virtual, para apresentar e estabelecer metas para os estados cumprirem o acordo de Paris- executando políticas que evitem o aquecimento global.

Dos 27 estados brasileiros, 14 mais se engajaram com as questões climáticas. Considerando os últimos acontecimentos no Governo Federal em relação ao desmatamento e agricultura, foi alertado que agora o uso do solo, no Brasil, é o maior emissor de gases de efeito estufa, trazendo o país para a colocação de sétimo maior emissor de GGE no mundo. O debate trouxe essa e várias outras pautas.

A reunião foi liderada pelo Diretor Executivo do Centro Brasil no Clima, Guilherme Syrkis, e por Sergio Xavier, articulador político do CBC. O evento foi aberto ao público e trouxe exemplos para tornar as cidades mais sustentáveis. O encontro completo pode ser acessado através do: https://www.youtube.com/c/CentroBrasilnoClima/null.

Pernambuco foi um dos estados que apresentou metas para o combate das emissões dos gases que causam o efeito estufa. O secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade, José Bertotti, afirmou que Pernambuco irá eliminar os lixões do estado. O secretário aproveitou a ocasião para reforçar a importância do engajamento de todos os estados. %u201CNão somos do mesmo partido nem ideologia, mas representamos o povo e o compromisso com o
clima. A biodiversidade e as pessoas são compromissos e responsabilidade de todos os estados%u201D, pontuou.

%u201CEstamos fazendo assim e está dando certo na Europa. Mas esse é um fato recente, pois há 10 anos ainda se duvidava dos efeitos das mudanças climáticas e questionavam os cientistas%u201D, afirmou Inácio Acenjo, representante da Delegação da União Europeia. Ancejo também afirmou que é possível, no Brasil, ter um crescimento econômico com uma redução de gases do efeito estufa, através de um governo baseado em cumprimentos de metas.

Ancejo também aponta que sem um consenso sobre essa necessidade de governo sustentável, não será possível criar uma política de preservação forte. %u201CQuem cria essa consciência, quem faz as cobranças que geram a mudança, somos nós. Políticos, jornalistas e sociedade civil. Essa é realmente a base pra fazer algo sério e eficaz contra as mudanças climáticas. Esse é o único método de assegurar o crescimento do futuro%u201D, ressaltou Inácio.

Também foi pauta do debate a ligação entre sustentabilidade e saúde pública. O Secretário do Meio Ambiente e Infraestrutura do Rio Grande do Sul, Artur Lemos destacou que o meio ambiente não deve ser visto como um problema político e social, mas se entrelaça com saúde pública, ambiental, social e econômica. O secretário ressaltou os efeitos das mudanças climáticas no mundo, tal como a Gripe Espanhola, o H1N1 e o Coronavírus. %u201CTudo isso tem a ver com as mudanças climáticas e não podemos negar. Precisamos criar soluções que possam mitigar o que nós aceleramos com a execução de políticas não sustentáveis%u201D, afirmou.

Entre os presentes na reunião, o Secretário Executivo da Secretaria de Estado de Meio Ambiente do Amazonas, Mauricio Moleiro Philipp (SEMA/MT) - Coordenador de Mudanças Climáticas da Secretaria de Meio Ambiente do Mato Grosso, José Bertotti (SEMAS/PE) - Secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Pernambuco, Sádia Gonçalves de Castro (SEMAR/PI) - Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Piauí, Marcílio Leite Lopes (SEDAM/RO) - Secretário do Desenvolvimento Ambiental de Rondônia, Artur Lemos (SEMA/RS) - Secretário de Meio Ambiente e Infraestrutura do Rio Grande do Sul, Celso Lopes de Albuquerque Junior (SEMA/SC) - Secretário Executivo do Meio Ambiente de Santa Catarina, Luiz Santoro (SIMA/SP) - Secretário Executivo de Infraestrutura e Meio Ambiente de São Paulo, José Sarney Filho (SEMA/DF) - Secretário de Meio Ambiente do Distrito Federal e outros.




Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Candidatos têm características das mais distintas, mas estão longe de representar os grupos sociais
Resumo da semana: 5 anos do surto de microcefalia, Covid suspende aulas e nova pesquisa no Recife
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão #289 - Colênquima e esclerênquima
Rhaldney Santos entrevista Dra. Larissa Ventura, oftalmopediatra
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco