Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

NOTÍCIAS FALSAS

Frente Popular conquista a vitória em mais de 10 ações de combate à Fake News

Publicado em: 16/10/2020 12:46

 (Fotos Públicas)
Fotos Públicas
A Frente Popular do Recife ganhou, na Justiça Eleitoral, 13 processos por divulgação de Fake News contra a candidatura da chapa majoritária. As ações envolvem a divulgação de diversas informações falsas envolvendo o candidato João Campos, a Frente Popular e o PSB. A Justiça concedeu liminares para a retirada das informações das redes sociais e também direito de resposta em cinco das ações. “A gente não pode tolerar a produção de informação falsa. E isso não é só na política. Isso é na vida. Temos uma excelente oportunidade, na eleição, de mostrar que não compactuamos com isso e que combatemos a divulgação de inverdades”, afirmou o prefeiturável, que lançou em setembro uma ação de campanha contra as fake news.

Atos que se relacionem com criação, divulgação e disseminação de informações falsas se enquadram em oito artigos do Código Penal e um do Código Eleitoral, com penas que, em casos mais graves, vão desde a aplicação de multas até a prisão e a perda de direitos políticos.

Três dos processos julgados são referentes à divulgação de que João Campos teria realizado uma festa de convenção que teria gerado aglomeração. No entanto, a convenção da Frente Popular foi realizada de forma remota, transmitida pelo Youtube, respeitando todas as regras de distanciamento social indicadas pelas autoridades sanitárias. Duas ações foram contra o Facebook e uma envolveu o Twitter. Todas foram julgadas procedentes.

Em relação às redes sociais, João Campos já vem apoiando ações de combate em meios com circulação internacional e que chegaram também ao Brasil, como ocorre com o Sleeping Giants. O grupo não governamental começou uma ação nos Estados Unidos contra a disseminação de informações falsas, financiamento do discurso de ódio e desinformação, tendo chegado ao Brasil neste ano. Ainda no primeiro semestre, em suas próprias redes, Campos divulgou o apoio ao grupo em publicações específicas. No segundo semestre, cinco dias após lançar a própria campanha contra fake news, João foi ao Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) para reforçar junto à instituição o compromisso com a verdade e com a guerra contra os crimes praticados pelos produtores e disseminadores de fake news.

RECIFE NÃO TÁ PRA FAKE

A candidatura de João Campos, que tomou a iniciativa de um movimento contra o envio de falsas informações na cidade, lançou a ação “o Recife não tá pra Fake”, que disponibiliza um número de Whatsapp para denúncias. O canal é o 81 99164-1000. A ação gerou um engajamento entre figuras públicas recifenses, que se manifestaram, a exemplo da medalhista olímpica Yane Marques, das ex-atletas olímpicas Joanna Maranhão e Cisiane Dutra, da artista Michelle Melo e dos ex-jogadores de futebol e ídolos de clubes pernambucanos, Carlinhos Bala e Kuki.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Rhaldney Santos entrevista Dr. Felipe Dubourcq, urologista
Polícia Federal vai usar drones para fiscalizar irregularidades nas eleições
Rhaldney Santos entrevista Dr. João Gabriel Ribeiro, neurocirurgião
Rhaldney Santos entrevista Armando Sérgio (Avante)
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco