Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

Proposta

Charbel planeja licitação para substituir Compesa

Publicado em: 13/10/2020 17:57

Charbel também se mostrou favorável ao novo Marco Legal do Saneamento Básico, aprovado em julho pelo Governo Federal. Foto: Partido Novo/Divulgação (Foto: Partido Novo/Divulgação)
Charbel também se mostrou favorável ao novo Marco Legal do Saneamento Básico, aprovado em julho pelo Governo Federal. Foto: Partido Novo/Divulgação (Foto: Partido Novo/Divulgação)
O candidato à prefeito do Recife, Charbel Maroun (Novo), fez duras críticas à Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa). O procurador revelou que deseja abrir uma nova licitação e condenou o uso de dinheiro público para campanhas eleitorais de seus adversários. Charbel também se mostrou favorável ao novo Marco Legal do Saneamento Básico, aprovado em julho pelo Governo Federal. 

Para o candidato, o município precisa que o parceiro público-privado traga dinheiro para a realização do saneamento na cidade. “Tivemos a oportunidade de conversar com os moradores em nossas visitas, que reclamaram da falta de cuidado e do mau cheiro do local. Nosso Recife precisando de investimento em saneamento básico e os outros candidatos gastando dinheiro público com campanha política, coisa que nós do Novo não fazemos. Vamos implantar na cidade o novo marco do saneamento para haver a coleta e tratamento do esgoto e evitar o despejo nos córregos e rios", afirmou. 
 
"A gente vai às comunidades, as pessoas não têm água no cano. Ficam sem água para beber, para tomar banho, sem água tratada. Quando têm, a Compesa falha. São cinco, seis, dez dias sem água. A Compesa é um verdadeiro desastre", criticou ele. Segundo Charbel, o município precisa que o parceiro público-privado traga dinheiro para a realização do saneamento na cidade. "A empresa vencedora terá que cumprir um prazo de entregar 90% da cidade com coleta e tratamento de esgoto, com água tratada, até 2030. Esse será o nosso compromisso, até 2030", acrescentou. 
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Resumo da semana: segunda onda da pandemia, drones na eleição e campanha sem aglomeração
Rhaldney Santos entrevista João Paulo (PCdoB)
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão
Rhaldney Santos entrevista Dr Carlos Romeiro, ortopedista
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco