Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

Eleições

"Vou comandar a segurança pública pessoalmente", afirma Coronel Feitosa

Publicado em: 06/10/2020 20:30 | Atualizado em: 07/10/2020 14:58

 (Foto: Bruna Costa/DP)
Foto: Bruna Costa/DP

O candidato a prefeito do Recife, Coronel Feitosa (PSC), em visita nesta terça-feira (6) ao Diario de Pernambuco, defendeu que os guardas municipais possam usar armas como forma de combater o crime. “Sei a importância de um servidor público usar arma”, afirmou ele, considerando ser um “absurdo” a gestão ter a arma, “pagar salário de um guarda municipal e este guarda está só como figura decorativa". Ele voltou a afirmar que comandará pessoalmente a política de segurança pública da cidade.

Ainda sobre a Guarda Municipal, o candidato, recebido pelo diretor de Gestão do Diario, Clóvis Silveira Barros, e pelo diretor financeiro do Diario, Claudio Menezes, disse que uma gestão sua vai investir em treinamento e motivação. "Não vou criar academias e sim criar a guarda nas academias da Polícia Civil e Militar", pontuou. As mudanças na política de segurança pública municipal resultariam em uma adaptação moderna da Patrulha no Bairro. Na Região Metropolitana, Ipojuca anunciou, em agosto deste ano, convênio com a Polícia Federal para armar sua guarda.


“É um sentido lógico da polícia estar aonde você está. Se o homem está em casa, a polícia tem que estar em casa, se o homem está na atividade comercial, a polícia tem que estar na atividade comercial, a polícia tem que se deslocar na proporção que a população se desloca", entende o coronel.


Para o social cristão, a questão do emprego é de extrema importância para a cidade. Feitosa exemplificou a situação de empresas ligadas ao Porto Digital, que estariam com 1.500 vagas disponíveis, mas com dificuldade de preenchimento por falta de pessoas qualificadas. Para reverter casos assim, ele pretende legar cursos para as periferias da capital pernambucana.

"Como alguém que não tem dinheiro para nada vai se deslocar?", questionou o candidato. A resposta de sua gestão para ajudar essas pessoas sem recursos seria o programa Verde e Amarelo - projeto Gestões por Bairros, que tem a missão de desenvolver ações das prefeitura nas próprias comunidades. Ele prometeu estar presente, pelo menos duas vezes na semana, nestes bairros.


Sobre a saúde, Feitosa disse que humanizará a saúde com o uso da tecnologia, como o monitoramento de consultas, estoques de medicamentos e exames. “Vivemos em uma cidade com o segundo polo médico do país. Depois das 8h da noite o polo médico fecha. Se as máquinas param, dão prejuízo. Vamos melhorar isto, vamos zerar a fila de exame e a fila de cirurgia", prometeu.

Ainda na conversa, o Coronel Feitosa destacou que abriu mão da utilização do fundo partidário, mesmo o partido tendo direito.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Rhaldney Santos entrevista Dr. Felipe Dubourcq, urologista
Polícia Federal vai usar drones para fiscalizar irregularidades nas eleições
Rhaldney Santos entrevista Dr. João Gabriel Ribeiro, neurocirurgião
Rhaldney Santos entrevista Armando Sérgio (Avante)
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco