Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

Política

Sérgio Montenegro lança livro sobre política

Publicado em: 25/09/2020 18:28

Sérgio Montenegro é jornalista e escritor (Heudes Regis/Divulgação)
Sérgio Montenegro é jornalista e escritor (Heudes Regis/Divulgação)
Sérgio Montenegro, jornalista e consultor de estratégias em comunicação, lança no dia 29 de setembro o livro “Queridos Rivais”. Produzido com apoio cultural da Companhia Editora de Pernambuco (CEPE), a partir da pesquisa realizada pelo autor durante a pós-graduação em História e Jornalismo, na Unicap. A obra conta a histórica união entre o PMDB e o PFL, improvável guinada política, que mudou os rumos da política pernambucana.

À venda nas livrarias de Pernambuco e também pelo site da Amazon (amazon.com.br), “Queridos Rivais”, através do olhar, muitas vezes, in loco, nos apresenta onde, como e quando os caciques do PMDB e do PFL vislumbraram a chance tomar o comando do Estado das mãos do PSB do governador Miguel Arraes, e ainda montar uma estratégia que garantisse a longevidade no poder.

Ainda como repórter da editoria de política do Jornal do Commercio, Sérgio Montenegro acompanhou o processo de costuras dessa aliança desde o início, relatando, inclusive, o primeiro encontro público entre o então governador Joaquim Francisco, líder maior do PFL, e o prefeito do Recife à época, Jarbas Vasconcelos, chefe do PMDB.

“Quando recebi a informação sobre o acordo em curso, duvidei imediatamente. Acostumado a cobrir intermináveis confrontos entre PFL e PMDB, jamais teria imaginado a possibilidade. Eram a esquerda e a direita, óleo e água. Ainda por cima em Pernambuco, onde acirramento político é regra. Mas a fonte da informação era sólida, e decidi investigar”, conta Sérgio Montenegro, acrescentando que foi preciso vencer antes o ceticismo dos editores e colegas de redação diante daquela “pauta improvável”.

A união, narrada passo a passo por Sergio, só seria quebrada anos mais tarde, em 2006, pelo neto de Arraes, Eduardo Campos, que, ao derrotar os aliados e eleger-se governador, encerrou o período de mais de uma década de poder - inabalável - do peemedebista Jarbas Vasconcelos.

A analise da trajetória, possível graças ao distanciamento histórico, conta com o prefácio do cientista político Túlio Velho Barreto, da fundação Joaquim Nabuco, e apresentação do ex-diretor de redação do Jornal do Commercio, Ivanildo Sampaio.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Candidatos têm características das mais distintas, mas estão longe de representar os grupos sociais
Resumo da semana: 5 anos do surto de microcefalia, Covid suspende aulas e nova pesquisa no Recife
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão #289 - Colênquima e esclerênquima
Rhaldney Santos entrevista Dra. Larissa Ventura, oftalmopediatra
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco