Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

FLORESTAS

Mourão e Salles compartilham vídeo que nega queimadas na Amazônia, mas usa imagem da Mata Atlântica

Publicado em: 10/09/2020 18:57

 (Foto: Reprodução/Twitter)
Foto: Reprodução/Twitter

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, e o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, publicaram em suas redes sociais um vídeo que nega que a Amazônia esteja queimando. Porém, as imagens compartilhadas trazem um mico-leão-dourado, animal encontrado apenas na Mata Atlântica.

O vídeo em questão, cujo título é “A Amazônia não está queimando”, conta com uma narração em inglês e legendas em português, e foi produzido pela Associação de Criadores do Pará (AcriPará), que reúne pecuaristas do estado. Em 1 minuto e 30 segundos, o narrador, que aparenta ser uma criança, nega que as queimadas estejam acontecendo: ‘Você está sentindo cheiro de fumaça? Claro que não! Pois a Amazônia não está queimando novamente’, diz o trecho inicial da produção, que termina com: “De qual lado você está? De quem preserva de verdade ou de quem manipula seus sentimentos?”.

 

O vice-presidente da República citou a frase final do vídeo e completou em seu twitter: "O Brasil é o país que mais preserva suas florestas nativas no mundo. Essa é a verdade. Nós cuidamos!"

 

Nesta quinta-feira (10/9), ao ser questionado por jornalistas, Mourão argumentou que o vídeo foi uma resposta aos grupos ativistas que consideram o governo omisso sobre as questões ambientais: “Eles fazem a propaganda deles e a gente faz a contra propaganda. Faz parte do negócio”, pontuou. Sobre a presença do mico-leão-dourado nas imagens, a explicação foi de que se tratava de uma “integração Amazônia-Mata Atlântica".

Por outro lado, em entrevista ao Jornal Hoje, da Rede Globo, o presidente do AcriPará admitiu que o uso do animal no vídeo foi uma "gafe".

Na internet, os usuários se dividiram. Enquanto alguns contestaram as postagens de Mourão e Salles, outros saíram em defesa dos políticos e do presidente da República, Jair Bolsonaro. A hashtag #StopFakeNewsAboutAmazon, por exemplo, chegou a ficar em primeiro lugar entre os assuntos mais comentados do Brasil no Twitter. Na tag, alguns internautas afirmaram que as informações divulgadas sobre as queimadas e sobre o governo são, na verdade, falsas

 

Do outro lado, e com a mesma intensidade, muitas críticas também foram feitas ao vídeo controverso:

 

A gravação compartilhada por Salles e Mourão se parece muito com uma outra produção feita anteriormente pela Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib). Nela, uma voz de criança também aparece narrando as imagens, mas nesse caso, em vez de negar, elas retratam a destruição da Floresta Amazônica e acusam o governo de falta de responsabilidade. O ator e ativista Leonardo DiCaprio compartilhou o vídeo na quarta-feira (9/9), também no Twitter:

 

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão #164 Atrópodos: a importância da quitina
Pernambuco investe R$ 47,2 milhões na agricultura familiar
Rhaldney Santos entrevista o ortopedista Leonardo Silveira
Rhaldney Santos entrevista o candidato à prefeitura do Recife Coronel Feitosa (PSC)
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco