Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

DECLARAÇÃO

'Lamentável, sr. Joe Biden', diz Bolsonaro após fala de candidato americano sobre Amazônia

Por: FolhaPress

Publicado em: 30/09/2020 13:26

 (FOTO: VALTER CAMPANATO/AGÊNCIA BRASIL)
FOTO: VALTER CAMPANATO/AGÊNCIA BRASIL
O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) classificou como lamentável a fala do candidato democrata à Casa Branca, Joe Biden, sobre a Amazônia e disse não estar a venda. Ele reagiu -em português e em inglês- à declaração de Biden no caótico primeiro debate com seu opositor Donald Trump na noite de terça-feira (29).

Ao abordar as queimadas que devastam parte da Costa Oeste dos EUA, Biden mencionou também as recentes queimadas na Amazônia e afirmou que uma de suas propostas é trabalhar com países ao redor do mundo para atacar o aquecimento global.

"A floresta tropical no Brasil está sendo destruída", criticou o democrata, que prometeu se juntar com outros países e oferecer US$ 20 bilhões (R$ 112 bi) para ajudar na preservação da região. "Parem de destruir a floresta e, se não fizer isso, você terá consequências econômicas significativas", completou, indicando possíveis retaliações ao governo brasileiro.

"O candidato à presidência dos EUA Joe Biden disse ontem que poderia nos pagar U$ 20 bilhões para pararmos de 'destruir' a Amazônia ou nos imporia sérias restrições econômicas", escreveu Bolsonaro em uma rede social.

"O que alguns ainda não entenderam é que o Brasil mudou. Hoje, seu presidente, diferentemente da esquerda, não mais aceita subornos, criminosas demarcações ou infundadas ameaças. NOSSA SOBERANIA É INEGOCIÁVEL", continuou Bolsonaro, destacando com letras maiúsculas o fim da frase.
O presidente seguiu dizendo que seu governo está realizando "ações sem precedentes" na proteção à Amazônia.

"Cooperação dos EUA é bem-vinda, inclusive para projetos de investimento sustentável que criem emprego digno para a população amazônica, tal como tenho conversado com o presidente Trump."

Bolsonaro disse ainda que "a cobiça de alguns países sobre a Amazônia é uma realidade", mas ponderou que a "'externação' por alguém que disputa o comando de seu país sinaliza claramente abrir mão de uma convivência cordial e profícua".

"Custo entender, como chefe de Estado que reabriu plenamente a sua diplomacia com os Estados Unidos, depois de décadas de governos hostis, tão desastrosa e gratuita declaração. Lamentável, Sr. Joe Biden, sob todos os aspectos, lamentável", encerrou Bolsonaro, antes de repetir o mesmo texto em inglês.

O Brasil tem sido alvo de frequente pressão internacional pela preservação da Amazônia. O governo tem se vitimizado, argumentando que se trata de uma campanha por causa de interesses econômicos da Europa.

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, ironizou a fala de Biden. "Só uma pergunta: a ajuda dos USD 20 Bi do Biden, é por ano?", publicou em uma rede social.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Rhaldney Santos entrevista João Campos (PSB)
Rhaldney Santos entrevista o engenheiro Celso Cunha
Rhaldney Santos entrevista Victor Assis (PCO)
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão #177 - Peixeis ósseos e cartilaginosos
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco