Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

PRÉ-CAMPANHA

Com apoio de Daniel Coelho, Patrícia Domingos confirma candidatura no Recife em convenção do Podemos

Publicado em: 16/09/2020 20:54

Patrícia Domingos se emocionou ao se lançar candidata (Foto: Reprodução de vídeo)
Patrícia Domingos se emocionou ao se lançar candidata (Foto: Reprodução de vídeo)
No início da noite desta quarta-feira (16), a delegada Patrícia Domingos (Podemos) confirmou sua candidatura à prefeitura do Recife na convenção da legenda. O vice da chapa é o empresário Leo Salazar, indicado pelo deputado federal Daniel Coelho (Cidadania).O parlamentar desistiu de disputar a prefeitura para apostar no nome da delegada. A chapa de Patrícia vem com 59 candidatos a vereador, sendo 48 homens e 11 mulheres.

A deputada estadual Clarissa Tercio (PSC) foi a primeira a falar para chancelar o nome de Patrícia. Ela afirmou que é amiga da delegada e aproveitou para mencionar a Operação Desumano, da Polícia Federal, deflagrada no Recife e em Jaboatão dos Guararapes. “É desumano se aproveitar da pandemia para saquear os cofres públicos”, disse a parlamentar. O marido dela, o pastor Júnior Tercio, será candidato a vereador pela chapa de Patrícia.

O deputado estadual Wanderson Florêncio (PSC) comparou a candidatura de Patrícia Domingos com o apoio de Daniel a uma dobradinha entre os jogadores de futebol Marta e Messi. A presidente nacional do Podemos, a deputada federal Renata Abreu, mandou um vídeo, exibido no telão atrás do palco do evento, manifestando apoio à candidatura.

Ricardo Teobaldo, representante pernambucano do Podemos na Câmara Federal, ressaltou o simbolismo da composição de Patrícia com o apoio do Cidadania. Daniel Coelho fez um longo discurso defendendo a candidata, comparando a nazistas quem tenta desqualificá-la pelo fato dela ser carioca. 

“A manutenção da candidatura do Cidadania garantiria o segundo turno do PT e do PSB. Segundo turno falso, estão juntos na prefeitura. Precisamos consolidar uma candidatura com chance de vitória na oposição. O palanque do futuro é esse. Patrícia e Léo”, afirmou Coelho.

Patricia Domingos fez uma reflexão sobre sua trajetória, desde o fim da antiga Decasp (Delegacia de Crimes contra a Administração e Serviços Públicos), da qual foi chefe por quatro anos. Ela chorou lembrando do dia do fechamento da delegacia. “O dia mais triste da minha vida”, disse, comparando a perda do posto com à perda de uma filho.

A candidata ressaltou que, contudo, aquela seria “uma nova estrada que se abria”. “Deus me deu a política para combater a corrupção. É o melhor instrumento para limpar uma cidade, um estado e um país para limpar a corrupção. Se fecharam a minha arena onde eu lutava, agora vou lutar na arena deles e vou vencê-los. Eu voltei e não voltei sozinha, voltei com 59 pré-candidatos podemos, 39 do cidadania. Vamos libertar o povo dessas famílias imperiais. Vou ter o prazer de colocar um ponto final nessa família imperial nessa oligarquia”, concluiu.
 
Veja a íntegra do evento 
 
 
 
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Rhaldney Santos entrevista o candidato à prefeitura do Recife Coronel Feitosa (PSC)
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão #162 Anelídeos: segmentação corporal e parapódios
De 1 a 5: Dicas para a sua bicicleta ser seu transporte diário
Ministério da Saúde autoriza volta parcial da torcida na Série A
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco