Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

ELEIÇÕES

PSDB e PTB sinalizaram positivamente para minha candidatura, diz Mendonça

Publicado em: 24/08/2020 20:50 | Atualizado em: 24/08/2020 21:08

Mendonça insiste em unir centro-direita em projeto único. (Foto: Valter Campanato / ABr)
Mendonça insiste em unir centro-direita em projeto único. (Foto: Valter Campanato / ABr)
O pré-candidato à Prefeitura do Recife Mendonça Filho (DEM) afirmou, nesta segunda-feira (24), que tem trabalhado para unir as candidaturas do campo da centro-direita em um único projeto. Segundo Mendonça, o presidente nacional do PSDB, Bruno Araújo, e o ex-senador Armando Monteiro, liderança do PTB no estado, acenaram positivamente para o projeto do DEM para a capital pernambucana.

“Até agora tive a manifestação positiva de Bruno e Armando. Precisamos unir esse campo da centro-direita, pois a esquerda já conta com dois nomes, Marília (Arraes, PT) e João Campos (PSB)”, disse Mendonça. “Minha pré-candidatura está mantida. Temos muito a oferecer à cidade, que está abandonada”, continuou o demista.

A costura com o setor mais à direita pode não ter avançado para o demista. Mendonça afirmou que foi na última sexta-feira (21) “apenas passou” no coquetel que recebeu o presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, no Recife. “Foi um evento sem conversa política. Um coquetel de confraternização. Ficamos pouco tempo, marcamos presença”, afirmou Mendonça Filho.

Na sexta, Jefferson afirmou que preferia que o seu partido apoiasse a pré-candidatura de do deputado estadual Alberto Feitosa (PSC) para prefeito da capital pernambucana. “Vou conversar com o José Humberto (presidente estadual do PTB) e com o Armando (Monteiro). Tenho muito respeito pelo DEM, é um grande adversário do PTB, porque disputa conosco o mesmo eleitor. Nós sempre estivemos a reboque do DEM e do PSDB. Está na hora de darmos a volta por cima disso. Hoje nós somos maiores do que o PSDB e o DEM”, disse Roberto Jefferson.

O ex-deputado também afirmou preferir o apoio do PTB à pré-candidatura de Alberto Feitosa (PSC). Contudo, Roberto Jefferson disse que respeitaria a decisão do PTB local. ”Se eu puder influir, poderemos fazer um só grupo bolsonarista. Nós fomos capazes de reunir 100% dos bolsonaristas e 100% dos cristãos. Essa eleição não é meramente político-eleitoral. Ela passa pela nossa fé, nossa formação religiosa”, disse Jefferson na ocasião.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Combate à obesidade ganha ainda mais importância no contexto da pandemia
Resumo da semana: explosão de casos de Covid-19 e desdém do presidente
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 05/03
Na pior fase da pandemia, cidades fazem panelaço contra Bolsonaro
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco