Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

PRÉ-CAMPANHA

Pesquisa do PDT coloca Túlio em 5º nas intenções de voto para o Recife

Publicado em: 30/08/2020 15:08 | Atualizado em: 30/08/2020 15:17

Túlio Gadelha (Foto: Divulgação / PDT)
Túlio Gadelha (Foto: Divulgação / PDT)
Um estudo encomendado pela direção nacional do Partido Democrático Trabalhista (PDT) para o pleito majoritário de 2020 no Recife coloca o deputado federal e pré-candidato a prefeito no Recife Túlio Gadêlha em 5º lugar nas intenções de voto. Gadêlha aparece com 8,6% na pesquisa estimulada. Ele fica atrás de Marília Arraes (PT), que tem 19,9%; Mendonça Filho (DEM), com 13,5%; Daniel Coelho (Cidadania), 13,4%; e João Campos (PSB), que aparece com 10,3%. O partido divulgou a pesquisa na última sexta-feira (28).

De acordo com o PDT, Túlio já cresce significativamente se comparado a primeira pesquisa feita em Julho, também a pedido do partido. As estimativas foram encomendadas para avaliação interna e, por isso, não chegaram a ser registradas junto ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE). No cenário com o apoio do presidenciável Ciro Gomes, o prefeiturável pedetista chega a 13,6%, ficando em terceiro lugar.

“Os cenários apresentados mostram que o PDT reúne condições reais de ter uma candidatura própria no Recife. Desempenho que não é visto no nosso partido desde 1985, quando João Coelho disputou nas primeiras eleições diretas nas capitais do Brasil”, comentou Gadêlha.

A amostra ainda avalia um cenário com a presença da ex-vereadora Isabella de Roldão, que também se colocou como pré-candidata pelo PDT na capital pernambucana. Quando Túlio é substituído por Isabella, o desempenho da legenda é inferior. A pré-candidatura do PDT cai de 8,6% para 1,1%, ficando em penúltimo lugar.
 

“Estamos recebendo apoio desde o início do ano passado por parte do nosso presidente nacional, Carlos Lupi, de Ciro e de uma turma que tem pensado na construção de um plano de governo eficiente conosco”, disse Túlio Gadêlha.

“A gente tem a missão de resgatar a autoestima do povo recifense. Dar agilidade, eficiência e prestar um serviço de qualidade ouvindo as pessoas. Falta escuta, falta cuidado com a cidade. Vamos mostrar que é possível construir uma gestão participativa capaz de reduzir as desigualdades”, continua.

A pesquisa de opinião feita pela Datamétrica foi realizada com os eleitores recifenses no dia 20 de agosto e teve uma amostra baseada em 600 entrevistas. A margem de erro é de 4%. O estudo foi registrado no TRE, com o número PE-08168/2020, no dia 23 de agosto.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Ministério da Saúde autoriza volta parcial da torcida na Série A
Resumo da semana: acidente em Boa Viagem, aulas liberadas e reinauguração do Geraldão
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão #101 Actina e Miosina
Rhaldney Santos entrevista advogada Rafaella Simonetti do Valle
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco