Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

PRÉ-CAMPANHA

Oposição costura unidade, com resistência de pré-candidato

Publicado em: 28/08/2020 07:00

 (Daniel Coelho: "Os partidos estão conversando".)
Daniel Coelho: "Os partidos estão conversando".
Seis legendas estão trabalhando para unirem-se em uma candidatura própria para a prefeitura do Recife. Lideranças do DEM, Cidadania, PSC, PL, PTB e PSDB estão se articulando para lançar um nome único como candidato à prefeitura do Recife. Na última quarta-feira (27), Fernando Bezerra Coelho (MDB), líder do governo Jair Bolsonaro (sem partido) no Senado, se reuniu com os pré-candidatos Mendonça Filho (DEM) e Daniel Coelho (Cidadania). O ex-senador Armando Monteiro Neto (PTB) também participou da reunião.

Fernando Bezerra costura a aliança de oposição, apesar da posição oficial do MDB estadual, comandado pelo deputado federal Raul Henry, ser a de apoiar a candidatura de João Campos (PSB) para o Recife. Sobre a conversa, o deputado federal Daniel Coelho afirmou que espera que a unidade seja mesmo construída. “Para isso é preciso paciência e respeito ao tempo de cada um”, disse. Segundo o pré-candidato, ainda não há definição de um nome e ainda não houve sinalização de quem seria o escolhido para representar o campo de oposição representado pelos seis partidos.

Daniel confirmou que o PSC estava dialogando com o conjunto, apesar do deputado estadual Alberto Feitosa (PSC) manter-se firme como pré-candidato a prefeito no Recife. Feitosa demonstrou insatisfação com a articulação. “Observamos em todas as movimentações e pesquisas de que existe um crescimento vertiginoso do presidente Bolsonaro. Isso caracteriza que o Recife quer mudança, alinhada com o presidente”, avaliou.

O deputado estadual disse que ele seria o melhor representava o pensamento bolsonarista. “Os demais não assumem publicamente que são bolsonaristas, que em 2022 irão cerrar fileiras e ser cabos eleitorais do presidente”, disse ainda. “Com todo respeito ao senador Fernando Bezerra Coelho, mas ele não chegou a citar o meu nome. Citou Marco Aurélio (PRTB, também pré-candidato a prefeito do Recife), que votou nele e no filho dele. Não tenho nada a dizer sobre essa fala do senador. O partido dele já tomou o rumo de apoio a João Campos. É um importante ator, mas comigo não dialogou”, afirmou Feitosa.

“Mendonça Filho e Daniel Coelho já mostraram suas garras e elas estão desgastadas. O Recife quer ver gente com sangue novo. Não tem como ser Bolsonaro e não ser a favor das armas, não ser firme na questão de ser contra o aborto. Bolsonaro não é meio-termo”, concluiu o pré-candidato.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Brasil é vítima de desinformação sobre meio ambiente, diz Bolsonaro
Rhaldney Santos entrevista o empreendedor digital Harry Thorpe, criador da plataforma Miauu
Detran-PE realiza ações na Semana Nacional do Trânsito
De 1 a 5: Cuidados na saúde ocular das crianças
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco