Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

#DiarioEntrevista

"Não existe nada 100% errado na gestão do PSB e nada 100% certo", diz Isabella de Roldão

Publicado em: 05/08/2020 16:05 | Atualizado em: 05/08/2020 16:13

Isabella de Roldão é ex-vereadora e ex-secretária de Habitação do Recife (Divulgação/ Câmara do Recife)
Isabella de Roldão é ex-vereadora e ex-secretária de Habitação do Recife (Divulgação/ Câmara do Recife)

Os dois pré-candidatos do PDT à prefeitura do Recife, a ex-vereadora Isabella de Roldão e o deputado federal Túlio Gadêlha, possuem opiniões divergentes sobre a gestão do prefeito Geraldo Julio (PSB). Enquanto Túlio, ainda no anuncio de sua intenção de concorrer ao pleito fez duras críticas a gestão do socialista na Capital, nomeando problemas estruturais da Cidade antes mesmo de afirmar com todas as letras que o partido teria candidatura própria, Isabella compôs o primeiro escalão do último mandato de Geraldo Julio e evita fazer críticas densas, recorrendo em sua fala, aos feitos do PSB na Cidade.

"Não existe nada 100% errado na gestão do PSB e nada 100% certo. Existe um nível de acerto muito grande, existem enfrentamentos que o prefeito precisou fazer e que vem fazendo e que são para o bem da sociedade. Mas que tem pessoas que preferem desclassificar tudo e se colocar 100% como oposição", pondera Isabella de Roldão.

As declarações da ex-vereadora foram dadas na manhã desta quarta-feira (5), na Rádio Clube 720 AM, para o projeto em parceria com a editoria de política do Diario de Pernambuco, que entrevista os pré-candidatos no programa de Rhaldney Santos. A entrevista foi transmitida ao vivo no canal do YouTube do Diario.

Em Pernambuco, o PDT faz parte do arco de alianças da Frente popular. Grupo político liderado pelo PSB. Ainda na sua fala, Isabella, que foi secretária de Habitação do Recife por 14 meses, destacou ainda que o PDT e o PSB também fazem parte de uma aliança nacional.

"A minha colocação de nome como pré-candidata a prefeita do Recife não é para rasgar tudo que foi feito. É para dizer que o PDT tem também um conjunto de ideias, de pensamento e de políticas públicas voltado para as pessoas. Que pode sim se compor com um bloco que nós já fazemos parte nacionalmente", disse a ex-vereadora. "Eu não estou aqui para dizer que eu sou 100% contra não. Meu nome não está sendo posto para dizer que eu estou contra que aí está se contrapondo a pré-candidatura de outras pessoas. Não. Existe entre nós algo que nos une que é muito mais forte do que o que nos separa", completou.

Um dia após Túlio Gadêlha se apresentar publicamente como pré-candidato, o diretório estadual do PDT lançou nota afirmando que o partido possuía duas pré-candidaturas no Recife e que a disputa entre os correligionários seria resolvida nas convenções."Nunca houve uma negativa, inclusive por parte da nacional de que o meu nome estaria ventilado exclusivamente para vereança. Para a disputa a uma vaga na câmara, nunca houve essa negativa. O que havia sempre era uma afirmação do nosso presidente Lupi, de que a gente aqui em Recife tem grandes nomes, dentre eles o nome de isabella de Roldão", ressaltou ao explicar o debate interno do PDT pelas pré-candidaturas.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão #Aulão: tudo sobre botânica
Rhaldney Santos entrevista a oftalmologista Larissa Ventura
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão #259 O que é uma planta?
Rhaldney Santos entrevista o desembargador do TJPE Erik Simões
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco