Diario de Pernambuco
Busca

URUGUAI

Inundações deixam mais de 3 mil deslocados no Uruguai

A maioria das pessoas afetadas está no litoral norte sobre o rio Uruguai, na fronteira com a Argentina
Por: AFP

Publicado em: 14/05/2024 20:40

Sistema Nacional de Emergências (Sinae) alertou para o impacto das cheias na produção agropecuária (foto: Daniel RODRIGUEZ / adhoc / AFP)
Sistema Nacional de Emergências (Sinae) alertou para o impacto das cheias na produção agropecuária (foto: Daniel RODRIGUEZ / adhoc / AFP)

Mais de 3,3 mil pessoas tiveram que abandonar suas casas no Uruguai devido a inundações causadas por tempestades na região, informou nesta terça-feira (14) a agência uruguaia de gestão de crises.

 

O Sistema Nacional de Emergências (Sinae), que iniciou há uma semana balanços diários da situação, reportou hoje 3.352 deslocados em todo o território uruguaio, dos quais 522 foram levados para abrigos e 2.830 estão na casa de parentes ou amigos.

 

A maioria das pessoas afetadas está no litoral norte sobre o rio Uruguai, na fronteira com a Argentina. A vazão do rio Uruguai, que nasce na Serra Geral no Brasil, aumentou devido às fortes chuvas dos últimos dias no Sul brasileiro. 

 

 

 

O departamento uruguaio mais afetado é o de Paysandú, com 1.569 deslocados, onde o rio Uruguai atinge 7,94 metros, acima do nível de segurança de 7 metros.

 

O Sinae alertou para o impacto das cheias na produção agropecuária, principalmente nas colheitas de soja, arroz, milho, cana e cítricos, e nas plantações de trigo, cevada e colza. Apontou ainda problemas decorrentes da perda de animais, falta de forragem e dificuldade para transferir o gado.

 

Quatro rodovias nacionais estavam bloqueadas hoje devido às inundações, ressaltou o Sinae.