Diario de Pernambuco
Busca

GUERRA

Hamas diz que estuda proposta de cessar-fogo em Gaza

O líder do Hamas, Ismail Haniyeh, afirmou que os negociadores do grupo vão retornar ao Egito o mais rapidamente possível para concluir as conversações em curso

Publicado em: 02/05/2024 12:51

Líder do Hamas disse que estuda com um 'espírito positivo' a trégua proposta pelas autoridades dos países mediadores (Foto: AFP/Arquivos)
Líder do Hamas disse que estuda com um 'espírito positivo' a trégua proposta pelas autoridades dos países mediadores (Foto: AFP/Arquivos)
O líder do Hamas, Ismail Haniyeh, disse que estuda com um ‘espírito positivo’ a trégua proposta pelas autoridades dos países mediadores, em referência a um telefonema que teve com o chefe dos serviços secretos egípcios, Abbas Kamel.
 
Haniyeh afirmou a Kamel que os negociadores do Hamas vão retornar ao Egito o mais rapidamente possível para concluir as conversações em curso. “O chefe do movimento confirmou ao ministro Abbas Kamel que a delegação negociadora do movimento irá ao Egito o mais rapidamente possível para concluir as discussões em curso com o objetivo de amadurecer um acordo que cumpra as exigências do nosso povo e pare a agressão", diz o comunicado do Hamas.
 
Mas, como o grupo ainda não deu uma resposta definitiva ao acordo de cessar-fogo, lançou dúvidas se a proposta realmente será aceita. Segundos fontes egípcias, os representantes do Hamas deverão ir até ao Egito para dar sua posição nesta quinta-feira ou na sexta-feira.
 
No entanto, um alto funcionário do Hamas, Suhail al-Hindi, disse à agência de notícias France-Press (AFP) que neste momento a resposta do grupo à proposta de acordo de tréguas, mediada pelo Egito e pelo Catar, era “negativa”, mas que as negociações ainda estão em curso. “O objetivo do grupo continua a ser o fim desta guerra. O Hamas exige uma retirada completa das tropas israelitas do território de Gaza, com a garantia de que haverá então um longo programa de reconstrução, durante o qual se compromete a não reconstruir quaisquer instalações militares”, declarou al-Hindi à AFP.
 
Por sua vez, o governo de Israel havia dado um prazo até quarta-feira à noite ao Hamas para se pronunciar sobre a proposta antes de decidir se enviaria negociadores ao Cairo. O gabinete de guerra de Israel irá se reunir esta noite para discutir os próximos passos nas negociações para alcançar um acordo de reféns, noticiou o jornal Times of Israel. 
Tags: cessar-fogo | guerra | gaza | israel | hamas |