Diario de Pernambuco
Busca

VIOLÊNCIA

Prefeitos assassinados às vésperas de referendo para conter crime organizado no Equador

No próximo domingo, equatorianos vão votar um referendo para decidir se devem ou não aprovar medidas mais rigorosas contra o crime organizado no país

Publicado em: 19/04/2024 16:13

Jorge Maldonado, prefeito de Portovelo, foi assassinado (Foto: Reprodução/Redes Sociais)
Jorge Maldonado, prefeito de Portovelo, foi assassinado (Foto: Reprodução/Redes Sociais)
Nesta sexta-feira, a polícia equatoriana comunicou que Jorge Maldonado, prefeito de Portovelo, no sul do país, foi assassinado, as vésperas do referendo sobre as reformas para enfrentar o crime organizado, previsto para ocorre no domingo.
 
É o segundo homicídio de uma alta autoridade municipal em apenas três dias. Dois dias antes do assassinato de Maldonado, o prefeito José Sanchez, da cidade de Camilo Ponce Enriquez, também foi baleado e morto.
 
Maldonado foi o quinto perfeito do Equador assassinado no espaço de um ano e o terceiro num mês. Além disso, procuradores, jornalistas e polícias também estão entre as vítimas do crime organizado, que tem ligações com os cartéis mexicanos e colombianos.
 
No próximo domingo, milhões de equatorianos vão votar um referendo para decidir se devem ou não aprovar medidas mais rigorosas contra o crime organizado num país tomado por sangrentas guerras de gangues. O país sul-americano mergulhou numa crise após anos de expansão dos cartéis transnacionais que usam os seus portos para enviar drogas para os Estados Unidos e a Europa.
 
Em janeiro deste ano, o presidente do Equador, Daniel Noboa, anunciou estado de “conflito armado interno” contra aproximadamente 20 grupos criminosos, após uma onda de violência desencadeada pela fuga da prisão de um importante traficante, que ainda não foi recapturado.
Tags: crime | assassinato | equador |

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.