Diario de Pernambuco
Busca

JUSTIÇA

Ex-ministro da Venezuela é preso sob acusação de desviar US$ 15 bilhões

Tareck El Aissami é acusado de participar de um esquema de corrupção na petroleira estatal venezuelana

Publicado em: 10/04/2024 13:22 | Atualizado em: 10/04/2024 14:49

Tareck El Aissam foi preso nesta terça-feira (9) (Foto: AFP)
Tareck El Aissam foi preso nesta terça-feira (9) (Foto: AFP)
O procurador-geral da Venezuela, Tarek William Saab, anunciou que Tareck El Aissami, ex-ministro do Petróleo, ex-presidente da Petróleos de Venezuela S.A (PDVSA) e antigo homem de confiança do líder venezuelano, Nicolás Maduro, e de seu antecessor, Hugo Chávez, foi preso na terça-feira. 
 
El Aissami é acusado de participar de um esquema de corrupção na petroleira estatal venezuelana que desviou US$ 15 bilhões da venda de petróleo usando criptoativos na empresa estatal PDVSA. O procurador-geral revelou que a prisão do ex-ministro somente aconteceu devido à delação de cinco testemunhas. 
 
Saab ainda acrescentou que o ex-ministro da Economia, Simón Zerpa, também foi detido. Ambos acusados de dirigir uma ampla rede de corrupção dentro de entidades estatais venezuelanas serão processados por crimes graves, de acordo com o procurador-geral.
 
Segundo a agência de notícias  France-Presse (AFP), El Aissami já era investigado desde março de 2023. Mas ele estava fora da cena pública há pouco mais de um ano, após ter renunciado ao cargo em meio ao escândalo de corrupção na PDVSA no ano passado.
Tags: venezuela | prisão | justiça |

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.