Diario de Pernambuco
Busca

ARGENTINA

Após demissão em massa, servidores argentinos preparam greve geral

Esta será a segunda greve geral dos servidores argentinos desde que o presidente Javier Milei tomou posse, no fim de 2023

Publicado em: 12/04/2024 14:02 | Atualizado em: 12/04/2024 14:06

Membros de organizações sociais realizam manifestação contra as recentes medidas económicas introduzidas pelo governo do presidente Javier Milei (Crédito: LUIS ROBAYO / AFP)
Membros de organizações sociais realizam manifestação contra as recentes medidas económicas introduzidas pelo governo do presidente Javier Milei (Crédito: LUIS ROBAYO / AFP)

A segunda greve geral de servidores argentinos desde a posse de Javier Milei, no fim de 2023, está marcada para 9 de maio. A data foi anunciada pela Confederação Geral do Trabalho (CGT), maior central sindical da Argentina, na quinta-feira (11/4).

 

Além da greve, o sindicato convocou mobilização em 1º de maio, quando é celebrado o Dia do Trabalho.

 

No início deste mês, o governo de Milei confirmou a demissão de 15 mil servidores públicos, como forma de diminuir os gastos da máquina pública na Argentina, que vivencia a terceira grande crise financeira em 40 anos e, atualmente, é o país com a maior inflação do mundo.

 

Confira a matéria completa no Metrópoles

 

 

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.