Diario de Pernambuco
Busca

ATAQUE

Mais um navio dos EUA é atingido pelos Houthis

Governo britânico não descartou a possibilidade de haver mais ataques contra alvos dos Houthis como os que já ocorreram no final da semana passada

Publicado em: 15/01/2024 14:47 | Atualizado em: 15/01/2024 16:30

Um dirigente dos Houthis afirmou que os ataques a navios israelitas ou que se dirigem para os portos da Palestina ocupada vão continuar (Foto: Mohammed HUWAIS / AFP)
Um dirigente dos Houthis afirmou que os ataques a navios israelitas ou que se dirigem para os portos da Palestina ocupada vão continuar (Foto: Mohammed HUWAIS / AFP)
Nesta segunda-feira (15), o grupo iemenita dos Houthis lançou um míssil contra um navio norte-americano, no Mar Vermelho. Mas, o míssil foi interceptado e não causou danos. O Reino Unido não descartou a possibilidade de haver mais ataques contra alvos dos Houthis como os que já ocorreram no último fim de semana. 
 
O primeiro-ministro britânico Rishi Sunak garantiu que o Reino Unido “não hesitará” em tomar novas medidas contra os Houthis para proteger a segurança britânica no Mar Vermelho.
 
O Comando Central dos Estados Unidos informou que o ataque com um míssil por parte dos Houthis contra um navio americano ao largo da costa do Iêmen, no Golfo de Áden. "Em 15 de janeiro, militantes Houthis apoiados pelo Irã dispararam um míssil balístico anti-navio a partir de zonas do Iêmen controladas pelos Houthis e atingiu o Gibraltar Eagle, um navio porta-contentores, propriedade e operado pelos EUA, mas com bandeira das Ilhas Marshall. Não se registraram feridos ou danos significativos e o navio continuou a sua viagem", diz o comunicado. 
 
A empresa americana Eagle Bulk Shipping, operadora do navio Gibraltar Eagle, também confirmou a ofensiva. “Todos os marinheiros a bordo do navio não sofreram ferimentos. O navio transportava uma carga de produtos siderúrgicos", disse a Eagle Bulk.
 
Um dirigente dos Houthis, Mohammed Abdulsalam, afirmou que os ataques a navios israelitas ou que se dirigem para os portos da Palestina ocupada vão continuar.

Tags: mar vermelho | eua | houthis | ataque |

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.