Diario de Pernambuco
Busca

MALÁSIA

Homem verifica defeito em pistola, acaba com prego no cérebro e sobrevive

O caso aconteceu na Malásia, quando uma pistola de pregos deu defeito e disparou no olho do homem, que estava sem os óculos de segurança

Publicado em: 15/01/2024 15:45



Uma parte do crânio do trabalhador foi quebrada pelo impacto  (foto: Cureus)
Uma parte do crânio do trabalhador foi quebrada pelo impacto (foto: Cureus)

Um homem de 30 anos, usava uma pistola de pregos com defeito, quando um deles atingiu seu olho. O objeto ficou preso em seu cérebro e precisou ser retirado em uma cirurgia. O caso foi publicado na revista científica Cureus e aconteceu na Malásia, com relato da equipe médica do Hospital Sultanah Bahiyah.

 

O homem trabalhava em um canteiro de obras e não utilizava os óculos de segurança. A pistola havia emperrado e, quando o homem verificou se havia algum defeito no cano, ela disparou acidentalmente em seu olho.

 

O paciente, que não foi identificado, foi levado ao hospital e atendido emergencialmente por oftalmologistas e neurologistas.

 

Um raio-x do crânio mostrou que o prego de três centímetros havia se alojado no cérebro do homem. Uma parte do crânio foi quebrada pelo impacto. No hospital, apesar da gravidade do ferimento, a vítima apresentava bons sinais vitais.

 

O paciente passou por uma cirurgia de emergência para remoção do prego e de parte do tecido cerebral mais afetado. Os médicos costuraram o olho do homem, que perdeu a visão do olho esquerdo. Ele ficou cinco dias na UTI e depois recebeu alta.

 

As lesões intracranianas penetrantes transorbitais (TOPI), como essa, são raras e apresentam alta taxa de mortalidade. Para os autores do artigo, o caso deve servir de alerta sobre a importância de procedimentos adequados de segurança no local de trabalho.

 

 

Confira as informações no Correio Braziliense


COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.