Diario de Pernambuco
Busca

CLIMA

Europa sofre com frio extremo e inundações

Nos países nórdicos, milhares de pessoas ficaram sem eletricidade e outras enfrentaram o frio durante horas presas nos carros nas estradas congestionadas

Publicado em: 04/01/2024 12:16

Fortes chuvas na Alemanha, França e nos Países Baixos provocaram inundações (Charles Caby / AFP)
Fortes chuvas na Alemanha, França e nos Países Baixos provocaram inundações (Charles Caby / AFP)
Nesta quinta-feira (4), temperaturas extremamente baixas agravadas por ventos fortes e neve causaram danos nos países nórdicos da Europa, deixando milhares de pessoas sem eletricidade, enquanto outras enfrentaram o intenso frio durante horas presas nos carros nas estradas congestionadas.

As fortes chuvas na Alemanha, França e nos Países Baixos provocaram inundações em regiões que têm registrado cheias persistentes nas últimas duas semanas. Na cidade francesa de Nantes um homem de 73 anos que foi encontrado morto dentro de um carro parcialmente submerso.
 
A eletricidade foi cortada em cerca de quatro mil casas na Suécia ártica, onde as temperaturas caíram para 38 graus negativos. O exército sueco precisou ser chamado para ajudar a liberar motoristas retidos entre Horby e Kristianstad, no condado meridional de Skane. 
 
Já na vizinha Dinamarca, os motoristas foram aconselhados a não circular nas imediações da cidade de Aarhus, a segunda do país, onde os engarrafamentos atingiram mais de 30 km. Na Noruega, na Lapônia, no extremo norte, em Kautokeino, a temperatura desceu para -41,6 °C durante a noite. Na capital norueguesa esta prevista que a temperatura chegue a -25 °C no próximo sábado.
 
O Governo dos Países Baixos, que também enfrentou níveis de água extremamente elevados nos rios e lagos, anunciou que vai enviar bombas de emergências, que tem capacidade para processar cinco milhões de litros de água por hora, para ajudar à França no combate as inundações generalizadas. "Tem chovido muito ultimamente, o que significa que a água na França já não pode ser drenada adequadamente. É importante nos ajudarmos mutuamente a eliminar a água o mais rapidamente possível", disse Mark Harbers, ministro das Infraestruturas e da Água da Holanda.

Tags: inundação | clima | europa |

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.