Diario de Pernambuco
Busca

MEIO AMBIENTE

Nações Unidas critica falta de compromisso dos governos na COP28

O diretor do Programa da Organização das Nações Unidas para o Clima também indicou a "clara insuficiência" do financiamento para o Fundo de Perdas e Danos

Publicado em: 06/12/2023 15:43

O diretor do Programa da Organização das Nações Unidas para o Clima, Simon Stiell, criticou os países que participam na COP28 (Foto: Giuseppe Cacace / AFP)
O diretor do Programa da Organização das Nações Unidas para o Clima, Simon Stiell, criticou os países que participam na COP28 (Foto: Giuseppe Cacace / AFP)
O diretor do Programa da Organização das Nações Unidas para o Clima, Simon Stiell, criticou os países que participam na COP28, em Dubai, afirmando que estão sendo mantidas as mesmas posições seis dias antes do final da conferência. "Temos um texto de partida em cima da mesa, mas é um 'monte' de desejos cheio de posturas. É imperativo separar o joio do trigo. Se queremos salvar vidas e manter o objetivo de 1,5°C, os objetivos mais ambiciosos da COP devem permanecer no centro do debate”, disse.
 
Stiell também indicou a "clara insuficiência" do financiamento até agora garantido para o Fundo de Perdas e Danos, destinado a ajudar os países mais afetados pelo impacto das alterações climáticas. "As ferramentas estão sobre a mesa. As tecnologias e as soluções existem. Este é o momento para os governos e os negociadores as utilizarem", destacou.

A COP28, que começou na quinta-feira passada avançou com vários compromissos não vinculativos dos governos sobre os aspectos da transição energética, mas a verdadeira meta da conferência é chegar a um texto legal e juridicamente vinculativo.
 
Hoje (6), o projeto de acordo sobre o qual os negociadores estão discutindo elencou posições muito divergentes com "opções" em diversos artigos, sem qualquer progresso no sentido de um compromisso.
 
A 28.ª Conferência das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas reúne os representantes de quase todos os países do mundo até o dia 12 de dezembro, para debater estratégias de adaptação e mitigação, apoios financeiros, e fazer um balanço de oito anos de ação climática.

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.