Diario de Pernambuco
Busca

CONFLITO

Líbano diz que pode retirar Hezbollah da fronteira com Israel

Declaração foi dada pelo primeiro-ministro do Líbano, Najib Mikati, nesta sexta-feira (22)

Publicado em: 22/12/2023 12:43

Primeiro-ministro do Líbano, Najib Mikati (foto: STRINGER / DALATI AND NOHRA / AFP)
Primeiro-ministro do Líbano, Najib Mikati (foto: STRINGER / DALATI AND NOHRA / AFP)

O primeiro-ministro, Najib Mikati, anunciou nesta sexta-feira (22) que o seu país está pronto para implantar uma resolução da Organização das Nações Unidas (ONU) que distanciaria o grupo Hezbollah da fronteira com Israel, mas com a condição de Tel Aviv parar os ataques.

 

Mikati salientou que em relação à situação de conflito no sul do Líbano a solução existe e passa pela aplicação das resoluções internacionais, incluindo a resolução 1701. Segundo o gabinete do Líbano, o primeiro-ministro se refere aos territórios ainda ocupados por Israel após a sua retirada do sul do Líbano em 2000, dentre elas, as cidades de Chebaa, as colinas Kfar Chouba e a aldeia Al-Ghajar.

 

“Estamos totalmente prontos para nos comprometermos com a sua implementação, desde que o lado israelita também se comprometa com estas e se retire das áreas reivindicadas por Beirute, de acordo com as leis e resoluções internacionais, dos territórios ocupados”, acrescentou Mikati.

 

Por sua vez, o ministro das Relações Exteriores israelita, Eli Cohen, afirmou que era necessário forçar o Hezbollah a se retirar a norte do rio Litani, a cerca de 40 km da fronteira, quer através dos canais diplomáticos, quer “pela força”.


COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.