Diario de Pernambuco
Busca

UNIÃO EUROPEIA

Hungria se opõe as negociações de adesão da Ucrânia à UE

De acordo com o partido Fidesz, do primeiro-ministro Viktor Orban, entrada da Ucrânia deverá se basear num consenso entre os Estados-membros

Publicado em: 06/12/2023 14:07

Partido que lidera a Hungria apresentou uma resolução no Parlamento pedindo que o Governo não apoie o início das conversações sobre a adesão da Ucrânia à UE (Foto: Reprodução/Agência Brasil)
Partido que lidera a Hungria apresentou uma resolução no Parlamento pedindo que o Governo não apoie o início das conversações sobre a adesão da Ucrânia à UE (Foto: Reprodução/Agência Brasil)
O partido nacional-conservador Fidesz, que lidera a Hungria, apresentou uma resolução no Parlamento, pedindo que o Governo não apoie o início das conversações sobre a adesão da Ucrânia à União Europeia (UE).
 
Isto ocorre num período em que o primeiro-ministro Viktor Orban, da extrema-direita, está pressionando Bruxelas, antes de uma cúpula da União Europeia que acontecerá na próxima semana. 
 
O seu partido Fidesz afirma que o começo das negociações para a entrada da Ucrânia deverá se basear num consenso entre os Estados-membros e "hoje não há condições para isso".

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.