Diario de Pernambuco
Busca

GUERRA

Governo do Hamas anuncia 110 mortes em bombardeios israelenses no norte de Gaza

18.800 pessoas morreram na Faixa de Gaza desde o início da guerra com Israel
Por: AFP

Publicado em: 18/12/2023 09:24 | Atualizado em: 18/12/2023 09:30

Exército israelense diz que tenta ao máximo evitar mortes de civis (Crédito: ZAIN JAAFAR / AFP)
Exército israelense diz que tenta ao máximo evitar mortes de civis (Crédito: ZAIN JAAFAR / AFP)

O Ministério da Saúde do Hamas na Faixa de Gaza anunciou nesta segunda-feira que 110 pessoas morreram nas últimas 24 horas nos bombardeios israelenses em Jabaliya, na parte norte do território palestino.

 

Em um comunicado, o ministério afirma que os ataques mais recentes deixaram "50 mártires sob as casas de Jabaliya", o que eleva a 110 o número de mortos desde domingo na cidade. 

 

Segundo os números mais recentes do ministério, divulgados na sexta-feira, 18.800 pessoas morreram na Faixa de Gaza desde o início da guerra com Israel, em 7 de outubro.

 

O Exército israelense afirmou à AFP que "sem coordenadas exatas nem horário preciso, não podemos saber qual era o edifício".

 

"O Hamas coloca, de forma deliberada e sistemática, objetivos militares no meio da população civil, expondo seus cidadãos ao perigo", denunciaram as forças israelenses.

 

O Exército de Israel afirma "dar importância primordial à precisão e à redução dos danos causados aos civis" em  suas operações militares na Faixa de Gaza.

 

A guerra em Gaza foi desencadeada pelo violento ataque do Hamas em 7 de outubro, quando o movimento islamista matou 1.139 pessoas em Israel, a maioria civis, e sequestrou quase 250, segundo as autoridades. 

Tags: hamas | israel | guerra | mortes |

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.