Diario de Pernambuco
Busca

EUA

Ex-policial condenado pela morte de George Floyd é esfaqueado na prisão

Derek Chauvin está em estado grave. Ele foi condenado a 22 anos e meio de prisão pelo assassinato brutal de um homem negro

Publicado em: 25/11/2023 09:36


 
O ex-policial Derek Chauvin, condenado pela morte de George Floyd, em maio de 2020, foi esfaqueado na prisão federal do Arizona, nos Estados Unidos, na sexta-feira (24/11). O estado de saúde dele é grave.

O ex-policial foi esfaqueado por outro detento e levado para um hospital fora da prisão. Não há mais informações sobre a motivação do esfaqueamento. 

Derek Chauvin foi condenado a 22 anos e meio de prisão pela acusação de ter asfixiado George Floyd. Em 25 de maio de 2020, o então policial conteve Floyd pressionando o joelho no pescoço do homem por quase dez minutos, ignorando os protestos de pessoas que passavam pelo local e os gritos de socorro de Floyd, que dizia ''Eu não consigo respirar''.

A cena, filmada e publicada na internet, causou manifestações de grandes proporções contra o racismo e a violência policial, tanto nos Estados Unidos quanto em outros países.

Durante um julgamento acompanhado de perto no tribunal estadual de Minnesota em 2021, o advogado de Chauvin alegou que George Floyd morreu de ''overdose e problemas de saúde'', e que o cliente havia usado força justificada. Um argumento que não convenceu o júri, que o declarou culpado de assassinato e o condenou a 22 anos e meio de prisão.
 
As informações são do Correio Braziliense. 

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.