Diario de Pernambuco
Busca

ESTADOS UNIDOS

Personagem de Vila Sésamo é acusada de racismo na Filadélfia

Publicado em: 20/07/2022 17:35

 (crédito: Reprodução/Instagram)
crédito: Reprodução/Instagram
Esta semana viralizou o vídeo de duas meninas negras sendo ignoradas pela personagem Rosita durante apresentação no Parque Vila Sésamo, na Filadelfia, nos Estados Unidos. As imagens foram feitas pela mãe das meninas no domingo (17).

“Estávamos saindo do Sesame Place e as crianças queriam parar para ver os personagens. Esta pessoa nojenta disse descaradamente aos nossos filhos que 'não', então começou a abraçar a garotinha branca ao nosso lado! Aí quando eu fui reclamar, eles me olharam como se eu fosse louca. Perguntei à senhora quem era o personagem e queria ver uma supervisora, e ela me disse que não sabia! Eu nunca mais vou pisar no @sesameplace!”, escreveu a mãe das crianças, identificada como Jeezy no Instagram.

Inicialmente, o parque divulgou uma nota na segunda-feira (18) em que afirma que as fantasias usadas pelos artistas dificultam a visão, e que alguns pedidos de abraços não são vistos. A nota ainda diz que “o performer que retrata a personagem Rosita confirmou que o gesto de 'não' visto várias vezes no vídeo não foi direcionado a nenhuma pessoa específica, mas foi uma resposta a vários pedidos de alguém na multidão que pediu a Rosita para segurar seu filho para uma foto, o que não é permitido”.

Porém, após uma série de outros vídeos mostrando crianças negras sendo ignoradas em vários momentos por personagens do parque, a conta oficial do Sesame Place emitiu um novo comunicado se desculpando publicamente e se comprometendo a realizar um treinamento com seus funcionários para que eles melhorem, compreendam, reconheçam e entreguem um espaço inclusivo, equitativo e divertido de experiência aos seus hóspedes.

“Há mais de 40 anos a Vila Sésamo tem trabalhado para defender os valores de respeito, inclusão e pertencimento. Nós estamos comprometidos a fazer um trabalho melhor para que as crianças e as famílias se sintam especiais, vistas e incluídas quando vierem aos nossos parques”, diz a nota publicada pelo parque.

Além disso, o perfil oficial da Sesame Workshop, organização educacional sem fins lucrativos produtora da Vila Sésamo, também se pronunciou sobre o caso afirmando que estava ciente do ocorrido no Sesame Place e que a experiencia dessas crianças foi inaceitável, garantindo que irão trabalhar junto com o parque para que as ações apropriadas sejam implantadas e que incidentes como esses não aconteçam mais no futuro.

“Como uma organização educacional global sem fins lucrativos com a missão de ajudar as crianças a crescerem mais inteligentes, mais fortes e mais gentis, a Sesame Workshop sempre representou respeito, inclusão e pertencimento e está empenhada em fornecer experiências de qualidade para todas as crianças e famílias. Continuaremos trabalhando com nosso parceiro de longo prazo, Parque Vila Sésamo, para garantir que as ações apropriadas sejam tomadas e que incidentes como este não aconteçam no futuro“, diz a nota.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários