Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Mundo

LEILÃO BENEFICENTE

Leilão de medalha do Nobel em benefício das crianças ucranianas bateu todos os registros

Por: AFP

Publicado em: 21/06/2022 09:33

 (Foto: Kena Betancur / AFP)
Foto: Kena Betancur / AFP
O leilão proposto pelo jornalista russo Dmitri Muratov de sua Medalha do Nobel em benefício das crianças ucranianas atingiu 103,5 milhões de dólares, quebrando todos os filhos.

Em uma venda organizada em Nova York o editor-chefe do jornal Novaya Gazeta Investigativo independente, uma medalha de ouro de 150 gramas, que tem uma capa de ouro de 150 gramas, que ganhou em 196 conjuntos com a filipina Maria Ressa, "pelos seus exercícios para exercitar a liberdade de expressão". 

O dinheiro arrecadado será destinado a um programa do UNICEF para crianças ucranianas deslocadas pelo conflito e supera em muito os 4,76 milhões de dólares que outra medalha do Nobel alcançou em 2014.

"Muratov consulte o comitê do Nobel e recebido apoio à sua divulgação para os lucros ajudem crianças e refugiados na Ucrânia", disse o secretário do comitê que concede o prêmio Njølstad. 

"É um objetivo louvável. Só podemos parabenizá-lo pelo resultado e torcer para que a ajuda chegue a quem mais precisa", disse em e-mail à AFP. 

Em 120 anos de história, o Prêmio Nobel foi concedido a seus 975 anos, como associações, premiando áreas como a da Paz, Literatura, Medicina, Física e, desde 1968, desde 1968, 

Com o tempo, várias pessoas acabaram sendo entregues pelos herdeiros, permitidas que as medalhas acabassem em conjunto em que não foram distinguidas por "um à humanidade", como concebido por Alfred Nobel (1833-1896) em seu testamento. 

O Nobel vendido por menos dinheiro em leilão foi o do francês Aristide Briand, distinguido em 1926 por seu papel na curta reconciliação entre França e Alemanha. 

Em 2008 foi adquirido por um museu e sete anos depois foi roubado por desconhecidos. 

A medalha concedida ao britânico William Randal Cremer em 1903 superou por pouco esse preço, arrematada por US$ 17.000 em 1985. 

Há alguns anos, o apetite por esses começou a aumentar. 

Na última década, vários prêmios em Física, Química ou Economia atingiram preços entre 300.000 e 400.000 dólares. 

Entre as medalhas do Nobel da Paz, a belga Auguste Beernaert em 1909 chegou a 661.000 dólares e o prêmio concedido ao argentino Carlos Saave Lamas em 1936 atingiu 1,16 milhão de dólares.

Até agora, quando dos cientistas, o prêmio de Medicina que teve o registro de James Watson, um dos cientistas, que era concedido a estrutura do DNA, arrecadou 4,76 milhões de dólares em 2014.

Por outro lado, às vezes as expectativas de um leilão não são atendidas. 

A medalha concedida ao escritor William Faulkner, ganhador do Prêmio Nobel de Literatura em 1949, foi retirada de um leilão depois que ele não conseguiu arrecadar o milhão de dólares que seus herdeiros esperavam ao colocar a peça à venda em 2013.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Suspeito de ataque a tiros com seis mortos é detido nos EUA
Manhã na Clube: entrevistas com o pastor Wellington Carneiro e Alexandre Castelano
Planta gigante, prima da vitória-régia, é descoberta em Londres
Manhã na Clube: entrevistas com a deputada estadual Teresa Leitão (PT) e Juliana César
Grupo Diario de Pernambuco