Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Mundo

LUTO

Ricardo Alarcón, político cubano próximo a Fidel Castro, morre aos 84 anos

Por: AFP

Publicado em: 01/05/2022 11:52

 (Foto: ADALBERTO ROQUE / AFP
)
Foto: ADALBERTO ROQUE / AFP
Ricardo Alarcón, ex-chanceler cubano e que foi um grande colaborador de Fidel Castro, faleceu no sábado aos 84 anos, depois de passar os últimos anaos afastado do poder, confirmou o governo de Havana, sem revelar a causa da morte.

"Toda nossa homenagem ao querido Ricardo Alarcón na lealdade à Revolução, à política externa e à gloriosa tradição de CubaMinrex", escreveu o chanceler Bruno Rodríguez no Twitter.

Alarcón, que foi representante de Cuba na ONU, também foi uma figura crucial ao lado de Fidel Castro na elaboração da política nacional a respeito dos Estados Unidos, inimigo da ilha desde 1959.

Em junho de 2013, no entanto, ele foi excluído da cúpula do Partido Comunista (PCC, único) durante a sétima plenária do Comitê Central, quando Raúl Castro já havia sucedido o irmão Fidel (1926-2016). 

A remoção aconteceu depois que seu principal auxiliar, Miguel Álvarez, foi processado e condenado em um discreto processo por espionagem.

Presidente do Parlamento cubano de 1998 a 2013, ele também ocupou um cargo no seleto Gabinete Político do PCC.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Fechamento de escolas durante pandemia pode gerar prejuízos por décadas no Brasil
Manhã na Clube: entrevistas com Bruno Rodrigues e Débora Almeida
Manhã na Clube: entrevista com a dra. Tamara Cristina, endocrinologista
Refugiados ucranianos no Brasil: mais de 10 mil quilômetros longe de casa
Grupo Diario de Pernambuco