Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Mundo

EGITO

Onze militares mortos em ataque jihadista no Egito

Por: AFP

Publicado em: 07/05/2022 15:24 | Atualizado em: 07/05/2022 14:58

 (Foto: Foto ilustrativa/Mohamed el-Shahed/AFP)
Foto: Foto ilustrativa/Mohamed el-Shahed/AFP
Onze soldados egípcios morreram neste sábado ao tentar abortar um ataque "terrorista" na região do Canal de Suez, perto do Sinai (leste), uma área vítima de uma insurreição jihadista, informou o exército egípcio. 

Além disso, cinco militares ficaram feridos, segundo o comunicado das Forças Armadas, que indica que as forças de segurança “continuam a perseguir e cercar os terroristas” em combate que se deslocaram para “uma região isolada do Sinai”. 

Este é um dos maiores balanços registrados pelas forças egípcias nos últimos anos no país. 

Em fevereiro de 2018, o exército e a polícia lançaram uma grande operação "antiterrorista" na Península do Sinai, onde estão baseadas várias células radicais, algumas das quais juraram lealdade ao grupo jihadista Estado Islâmico (EI).

As forças de segurança também estão lutando contra insurgentes radicais no deserto ocidental, entre o Vale do Nilo e a fronteira com a Líbia.

No Sinai, os ataques concentram-se especialmente nos oleodutos e gasodutos que abastecem Israel e Jordânia. Em geral, o exército costuma anunciar que matou jihadistas naquela área. 

Mais de mil jihadistas e dezenas de membros das forças de segurança perderam a vida desde o início da operação, segundo dados oficiais. Ainda assim, não há números de nenhuma fonte independente e os jornalistas estão proibidos de entrar no Norte do Sinai.

Em maio de 2020, dezessete pessoas ficaram feridas em um ataque na área das pirâmides de Gizé. Em agosto de 2019, também no Cairo, cerca de vinte pessoas morreram quando um veículo carregado de explosivos atingiu três outros carros em alta velocidade, causando uma enorme explosão.
TAGS: egito | ataque | soldado |
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Manhã na Clube: entrevista com a dra. Tamara Cristina, endocrinologista
Refugiados ucranianos no Brasil: mais de 10 mil quilômetros longe de casa
Manhã na Clube: entrevista com Miguel Coelho
Manhã na Clube: entrevista com dr. Antônio Manuel de Almeida Dias, presidente da CESPU Europa
Grupo Diario de Pernambuco