Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Mundo

LEI

Rússia condena lei dos EUA sobre bens confiscados russos serem entregues a Ucrânia

Publicado em: 29/04/2022 16:27 | Atualizado em: 29/04/2022 16:57

 (Shamil Zhumatov/Pool Photo via AFP)
Shamil Zhumatov/Pool Photo via AFP
Nesta sexta-feira (30), o porta-voz presidencial da Rússia, Dmitry Peskov, declarou que
a recente lei norte-americana que poderá permitir redirecionar à Ucrânia bens russos
confiscados a estrangeiros é uma grande distorção das normas legais.
 
De acordo com Peskov isso não pode criar nenhuma outra reação além da mais
profunda incompreensão e rejeição. “Isso, claro, é um precedente muito perigoso, que é
uma distorção veemente de todo o tipo de normas legais, uma violação de todos os
conceitos legais em geral. Isso é simplesmente expropriação de propriedade privada e
uma tentativa de pseudolegalização desta expropriação. Isso demonstra claramente o
quão frágeis são todas as fundações geralmente aceitas tanto da área da propriedade
privada, econômica, política, como tudo mais”, afirmou Peskov.

Entenda a lei recém-aprovada nos EUA
 
A Câmara dos Representantes dos Estados Unidos aprovou uma lei que consente
transferir os ativos estrangeiros confiscados para apoiar a Ucrânia, neste caso específico
para sua recuperação e ajuda humanitária.
 
O projeto de lei prevê a possibilidade de o país norte-americano confiscar ativos de
cidadãos estrangeiros recebidos por meio de apoio da liderança da Rússia ou ações
ilegais.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Soldado russo se declara culpado por crime de guerra na Ucrânia
Manhã na Clube: entrevista com Maria Zilá Passo, advogada especialista em direito da saúde
Fechamento de escolas durante pandemia pode gerar prejuízos por décadas no Brasil
Cada vez mais brasileiros procuram a medicina tradicional chinesa
Grupo Diario de Pernambuco