Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Mundo

PANDEMIA

Itália impõe vacinação obrigatória para maiores de 50 anos

Por: AFP

Publicado em: 05/01/2022 20:21

 (Foto: Arthur Menescal/Esp.CB)
Foto: Arthur Menescal/Esp.CB
O governo italiano decidiu nesta quarta-feira impor a vacinação obrigatória para todas as pessoas com mais de 50 anos, devido ao forte aumento das infecções pelo novo coronavírus.

"Queremos desacelerar a curva de contágio e encorajar os italianos que ainda não se vacinaram a fazê-lo", disse o primeiro-ministro, Mario Draghi, durante o conselho de ministros que aprovou a medida. “Intervimos sobretudo nas faixas etárias que apresentam um risco maior de hospitalização, para reduzir a pressão hospitalar e salvar vidas”, explicou.

A decisão do governo significa, na prática, a obrigação de se vacinar para os maiores de 50 anos. A medida entrará em vigor em 15 de fevereiro.

A Itália é um país de 59 milhões de habitantes, dos quais 28 milhões têm mais de 50 anos, de acordo com o Instituto Nacional de Estatística.

A partir do próximo dia 10, será solicitado um passe de vacinação para ter acesso a meios de transporte, hotéis, restaurantes, feiras, congressos, piscinas e salas de esportes, conforme decisão do governo. O passaporte de vacinação já é exigido em alguns setores, como os de profissionais de saúde, escolas e forças de ordem.

Como nos países vizinhos, as infecções aumentam fortemente na Itália devido à variante Ômicron. O país registrou hoje mais de 189 mil casos da doença. Ontem, foram mais de 170.000.

No total, mais de 1,4 milhão de pessoas estão com Covid atualmente na Itália, primeiro país europeu afetado pela pandemia, que já registrou mais de 138.000 mortos.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
OMS: é possível encerrar fase aguda da pandemia este ano
Manhã na Clube: entrevistas com Carlos Veras (PT), Frederico Menezes e Marlon Malassa
Zuri: 11 anos, multiinstrumentista, compositor e prodígio da música faz campanha para comprar violão
Bolsonaro cancela visita à Guiana devido à morte de sua mãe
Grupo Diario de Pernambuco