Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Mundo

SAÚDE

Cirurgiões americanos transplantam com sucesso um coração de porco em uma pessoa

Por: AFP

Publicado em: 10/01/2022 20:09

 (Foto: Reprodução/Pixabay)
Foto: Reprodução/Pixabay
Uma equipe de cirurgiões americanos transplantou com sucesso o coração de um porco geneticamente modificado em um humano, algo inédito no mundo, informou a universidade Maryland Medical School nesta segunda-feira (10).

A operação foi realizada na sexta-feira e demonstrou pela primeira vez que o coração de um animal pode continuar a bater em um ser humano sem rejeição imediata, explicou em comunicado.

O paciente, David Bennett, não tinha condições de receber um coração humano.

O residente de Maryland, de 57 anos, está sob vigilância médica para analisar o funcionamento de sue novo órgão.

"Era morrer ou fazer esse transplante. Eu quero viver. Eu sei que é um tiro no escuro, mas é minha última opção", declarou Bennett um dia antes da operação.

Bennett, que passou os últimos meses acamado e ligado a uma máquina de suporte à vida, acrescentou: "Estou ansioso para sair da cama assim que me recuperar".

A Agência de Alimentos e Medicamentos (FDA) americana concedeu uma autorização de emergência para a cirurgia na véspera de Ano Novo, como a última chance para um paciente que não estava apto para um transplante convencional.

"Esta foi uma cirurgia revolucionária e nos deixa um passo mais perto de resolver a crise de escassez de órgãos", disse Bartley Griffith, que transplantou o coração do porco.

"Estamos procedendo com cautela, mas também estamos otimistas de que esta primeira operação cirúrgica do mundo será uma nova e importante opção para os pacientes no futuro", acrescentou.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Zuri: 11 anos, multiinstrumentista, compositor e prodígio da música faz campanha para comprar violão
Bolsonaro cancela visita à Guiana devido à morte de sua mãe
Manhã na Clube: entrevista com Padre Arlindo
Ômicron começa a recuar nos Estados Unidos
Grupo Diario de Pernambuco