Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Mundo

LANÇAMENTO ESPACIAL

Rússia completa com sucesso 3º lançamento de novo foguete espacial

Por: AFP

Publicado em: 28/12/2021 11:49

 (Foto: IVAN TIM / Russian Space Agency Roscosmos / AFP)
Foto: IVAN TIM / Russian Space Agency Roscosmos / AFP
Moscow, Rússia-  A Rússia fez mais um lançamento bem-sucedido de seu foguete espacial pesado Angara, o primeiro desenvolvido pelo país desenvolveu desde a queda da União Soviética, há 30 anos.

A agência espacial Roscosmos anunciou, na noite de segunda-feira (27), que o foguete de nova geração Angara-A5 foi lançado com uma carga simulada de Plesetsk, no norte da Rússia. É o terceiro teste bem-sucedido deste foguete desde sua viagem inaugural em 2014.

"A Roscosmos parabeniza as forças espaciais militares e toda indústria espacial russa", disse a agência em um comunicado, no qual relatou que o lançamento foi "bem-sucedido".

O diretor da agência, Dmitri Rogozin, comemorou o teste no Telegram com a mensagem: "Vamos, garoto!".

O Ministério da Defesa acrescentou que "todas as operações de pré-lançamento e o lançamento do foguete Angara-A5 ocorreram de maneira adequada".

O último lançamento desse tipo de foguete foi em dezembro de 2020.

Batizados em homenagem a um rio siberiano que deságua no lago Baikal, os foguetes Angara são a primeira família de ônibus espaciais construída após o colapso da União Soviética.

Esses dispositivos foram projetados para substituir os foguetes Proton, que remontam à década de 1960 e sofreram uma série de falhas nos últimos anos.

O presidente Vladimir Putin está confiante em que esses novos ônibus espaciais reativarão a indústria espacial russa e reduzirão sua dependência de ex-repúblicas soviéticas.

De acordo com seus responsáveis, os foguetes Angara são menos nocivos ao meio ambiente do que seus antecessores, porque são movidos a oxigênio e querosene em vez de heptil, que é altamente poluente.

O programa espacial russo enviou o primeiro homem ao espaço, em 1961, e lançou o primeiro satélite quatro anos depois. Desde a queda da União Soviética em 1991, porém, viu-se manchado por escândalos de corrupção e outros contratempos, como a perda de espaçonaves e satélites caros nos últimos anos.
TAGS: rússia | espaço | ciência |
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube: entrevista com Carlos Veras (PT), deputado federal
China executa maiores exercícios militares em décadas
Papa recebeu como tapas os depoimentos de abusos no Canadá
Defesa de Brittney Griner alega falhas em provas apresentadas pela Rússia
Grupo Diario de Pernambuco