Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Mundo

LUTO

Morre aos 92 anos biólogo americano E.O.Wilson, 'herdeiro natural de Darwin'

Por: AFP

Publicado em: 27/12/2021 16:22

 (Foto: Cindy Ord / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / AFP
)
Foto: Cindy Ord / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / AFP
O grande cientista americano E.O. Wilson, um especialista em formigas de renome internacional considerado o "herdeiro natural de Darwin", faleceu no domingo, aos 92 anos, em Massachusetts, anunciou nesta segunda-feira (27) a fundação que leva seu nome.

Edward Osborne Wilson, que lecionou na Universidade de Harvard por um longo tempo, escreveu dezenas de livros. Dois deles renderam-lhe prêmios Pulitzer: o primeiro, em 1978, por "On Human Nature"; o segundo, em 1990, por "The Ants".

O cientista "dedicou sua vida a estudar o mundo natural e a inspirar outras pessoas a cuidarem dele como ele fez", observou a fundação.

A revista Time destacou que ele teve "uma das grandes carreiras científicas do século XX", lembrando de seu importante trabalho de mapeamento do comportamento social das formigas, por meio do qual mostrou que suas colônias se comunicavam por um sistema de feromônios.

À época, o pai fundador da sociobiologia também recebeu críticas, ao sugerir em um de seus livros que os humanos se comportam, em grande medida, de acordo com princípios escritos em seus genes.

Nesse sentido, foi acusado de determinismo genético e de justificar as desigualdades, uma polêmica que chegou a tal ponto que, em 1978, manifestantes derramaram em sua cabeça uma jarra de água gelada durante uma conferência.

Contudo, o entomólogo, classificado de "superastro" da ciência, continua sendo muito respeitado. Nesta segunda, o psicólogo Steven Pinker lamentou a morte do especialista em insetos, que classificou como um "grande cientista".

"Tivemos divergências em algumas coisas, mas isso não afetou sua generosidade e sua disposição para conversar", escreveu Pinker em um tweet.

- Salvar as espécies -
Wilson também era conhecido por seus incansáveis pedidos para preservar os diferentes ecossistemas do planeta.

"Se não agirmos rapidamente para proteger logo a biodiversidade global, perderemos a maioria das espécies que compõem a vida na Terra", disse, citado no website da fundação que leva seu nome.

Além disso, o especialista em insetos afirmava possuir "um vínculo especial" com o Parque Nacional Gorongosa, em Moçambique, que ajudou a salvar e onde um laboratório com seu nome foi inaugurado para estudar e proteger a biodiversidade da região.

Também se destacou por propor o projeto "Half-Earth", uma iniciativa ambiciosa que defende a preservação de metade da superfície da Terra, tanto terrestre como marítima, para evitar a extinção das espécies, inclusive a própria espécie humana.

"Sei que parece radical", admitiu Wilson, em 2016, no programa NewsHour, da emissora pública americana PBS. No entanto, isso "é mais fácil de fazer do que se pensa", acrescentou à época.

"Quem somos nós, que somos apenas uma espécie, para acabar com a maioria das espécies restantes que vivem conosco neste planeta [...] em função de nossas necessidades egoístas?", questionou.
TAGS: e o wilson | darwin | morte | luto |
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Ômicron começa a recuar nos Estados Unidos
Manhã na Clube: entrevista com Paulo Pimentel, advogado tributarista e professor da ITS EDU
Segundo a ONU, 2021 foi um dos sete anos mais quentes da História
Manhã na Clube: entrevistas com Leonardo Péricles e Dr. Heitor Albanez
Grupo Diario de Pernambuco