Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Mundo

RELAÇÕES

China alerta os EUA sobre a questão de Taiwan

Publicado em: 30/12/2021 14:12

 (Foto: PETRAS MALUKAS / AFP
)
Foto: PETRAS MALUKAS / AFP
Nesta quinta-feira (30), o ministro das Relações Exteriores e conselheiro de Estado da China, Wang Yi, disse que os Estados Unidos podem enfrentar consequências por suas ações relacionadas a Taiwan. “Ao encorajar as forças independentistas de Taiwan, Washington não apenas coloca Taiwan em uma situação extremamente perigosa, mas também expõe os Estados Unidos a um preço insuportável”, declarou Wang à mídia estatal chinesa.

O chanceler chinês, além disso, avisou que Taipé não tem pela frente outro caminho a não ser a reunificação com o continente. As declarações de Wang aconteceram após o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Zhao Lijian, ter acusado algumas forças americanas de manipularem insistentemente a questão de Taiwan em uma tentativa de controlar a China. “Isso agravou ainda mais as tensões no estreito de Taiwan”, afirmou Lijian.

No começo deste mês, o secretário de Defesa dos EUA, Lloyd Austin, anunciou que a Casa Branca permanece comprometida com a política de Uma China, porém está trabalhando para apoiar a capacidade de Taiwan de se defender. Já o conselheiro de Segurança Nacional norte-americano, Jake Sullivan, prometeu que os Estados Unidos tomariam todas as medidas para evitar que a China invadisse Taiwan a força. 

Em contrapartida, Zhao pediu a Washington que apóie o principio de Uma China e seja cauteloso em suas palavras e ações nas questões relacionadas a Taiwan. Também de acordo com o pronunciamento do porta-voz chinês, Washington deve parar de desenvolver laços militares com Taipé para não prejudicar gravemente as relações sino-americanas e para manter a paz e a estabilidade em todo o estreito de Taiwan e acrescentou que, apesar de a Casa Branca continuar comprometida com a política de Uma China, está pronta para resistir a qualquer tentativa de Pequim de usar a força contra a ilha. "Taiwan é uma parte inalienável do território da China. A questão de Taiwan é puramente um assunto interno da China que não permite nenhuma intervenção estrangeira", destacou Zhao Lijian.
TAGS: taiwan | eua | china | relações |
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Ômicron começa a recuar nos Estados Unidos
Manhã na Clube: entrevista com Paulo Pimentel, advogado tributarista e professor da ITS EDU
Segundo a ONU, 2021 foi um dos sete anos mais quentes da História
Manhã na Clube: entrevistas com Leonardo Péricles e Dr. Heitor Albanez
Grupo Diario de Pernambuco