Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Mundo

PANDEMIA

Grécia bate recorde de infecções por Covid e hospitais começam a saturar

Por: AFP

Publicado em: 09/11/2021 18:22 | Atualizado em: 09/11/2021 18:53

 (SAKIS MITROLIDIS / AFP)
SAKIS MITROLIDIS / AFP
A Grécia registrou 8.613 novos casos de coronavírus em 24 horas nesta terça-feira (9), um recorde desde que a pandemia estourou no país em fevereiro de 2020 e os hospitais estão novamente ficando saturados.

Desde o final de outubro, o número de infecções não parou de aumentar e passou de 3.600 novas infecções no dia 29 de outubro para 6.150 uma semana depois e 7.330 na segunda-feira, segundo dados publicados pela Agência Nacional de Saúde (Eody).

Além disso, e de acordo com números oficiais, morreram 45 pessoas nesta terça-feira e 65 na segunda. A região mais afetada do país é o norte, onde há menos vacinados.
 
Nikos Kapravelos, diretor do serviço de emergência do hospital Papanikolaou em Salônica, segunda cidade da Grécia, alertou para o risco de uma situação semelhante à de novembro do ano passado, a segunda onda da pandemia.

Desde a semana passada e face a este aumento das infecções, o passaporte de saúde, que mostra que o portador está totalmente vacinado, também é obrigatório nos restaurantes e cafés ao ar livre da Grécia e não apenas em locais fechados.

“A pandemia ainda está aqui, os casos estão aumentando como em outros países da União Europeia”, alertou Marios Themistokleus, secretário-geral da saúde, em entrevista coletiva nesta segunda-feira, explicando que 61,2% da população grega está íntegra vacinado 
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Erupção de vulcão na ilha de Java deixou 34 mortos
Manhã na Clube: entrevistas com Teresa Leitão (PT/PE), Almir Mattias e Renata Berenguer
Laboratório anuncia teste para diferenciar o coronavírus da gripe A e B
Manhã na Clube: entrevistas com Alberto Feitosa (PSC), Márcia Horowitz e Andreia Rodrigues
Grupo Diario de Pernambuco