Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Mundo

EPIDEMIA

EUA registra recorde de 100 mil mortes por overdose em um ano

Por: AFP

Publicado em: 17/11/2021 14:08

 (Reprodução/Pixabay)
Reprodução/Pixabay
Os Estados Unidos registraram um recorde de mais de 100.000 mortes por overdose em um ano durante a pandemia, informaram as autoridades de saúde nesta quarta-feira (17). 

Entre abril de 2020 e abril de 2021, o país registrou 100.306 overdoses fatais, um aumento de 28,5% em relação ao mesmo período do ano anterior (78.056 mortes), segundo dados provisórios do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC). 
 
É a primeira vez que a barreira simbólica de 100.000 mortes é superada.

"Essas overdoses são causadas principalmente por opiáceos sintéticos, especialmente o fentanil fabricado ilegalmente", disse Deb Houry, do CDC, em entrevista coletiva. 

"Meu governo está empenhado em fazer tudo ao nosso alcance para tratar o vício e acabar com a epidemia de overdose", reagiu o presidente Joe Biden em um comunicado. 
 
“Enquanto continuamos avançando para derrotar a pandemia de Covid-19, não podemos ignorar esta epidemia de desaparecimentos, que afetou famílias e comunidades em todo o país”, acrescentou.

O governo dos Estados Unidos anunciou especialmente que planeja melhorar o acesso ao naloxone, um antídoto capaz de conter uma overdose".

É hora de enfrentar o fato de que a crise está piorando. Precisamos colocar todas as nossas mãos para trabalhar", disse o secretário de Saúde, Xavier Becerra, a jornalistas.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Justiça por Beatriz: pais organizam peregrinação de 720 km para cobrar solução de assassinato
Pessoas que já tiveram covid podem adoecer novamente devido à ômicron
Reino Unido aprova mais um medicamento contra Covid-19
Manhã na Clube: entrevista com o deputado estadual Eriberto Medeiros (PP), presidente da Alepe
Grupo Diario de Pernambuco