Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Mundo

CHILE

Com ultradireitista à frente, mercado reage com entusiasmo ao 1º turno no Chile

Publicado em: 23/11/2021 14:40

 (Foto: AFP)
Foto: AFP
A primeira pesquisa de intenção de votos para o segundo turno das eleições presidenciais no Chile mostra os dois finalistas em condições de igualdade. Segundo a sondagem do Instituto Cadem, o candidato de extrema direita José Antonio Kast e o esquerdista Gabriel Boric estão empatados tecnicamente, com 39%. Para analistas, nessa reta final da corrida ao Palácio de La Moneda, que se encerra em 19 de dezembro, os oponentes precisam moderar seus discursos para atrair o centro. E nisso, Boric sai em desvantagem, de acordo com os prognósticos.

O resultado das urnas, que confirmou o favoritismo dos dois políticos de perfis antagônicos, foi bem recebido pelo mercado chileno, que reagiu com alívio. O peso chileno abriu com forte valorização de 3,5%, negociado a 800 unidades por dólar no início das operações. A Bolsa de Santiago disparou na abertura, com alta de 9,25%.

Apesar das longas filas, as eleições voltaram a registar uma pequena participação, de 46,8% — mais da metade do eleitorado, portanto, enviou uma mensagem de insatisfação com a política. Muitos jovens, os protagonistas das manifestações que estouraram há dois anos reivindicando igualdade social, mostraram-se, ontem, assustados com a liderança de Kast, o que poderia impulsionar a candidatura de Boric.

Com adversários em polos opostos, analistas consideram que o segundo turno "será uma versão aprofundada das retóricas do medo", apesar das promessas dos comitês dos dois candidatos de evitar a polarização. "Vai ser uma eleição de um medo contra o outro", disse o Marcelo Mella, da Universidade de Santiago, à agência de notícias France-Presse (AFP).

"O medo de uma candidatura de Boric de esquerda, que não consiga responder aos problemas que o país enfrenta hoje, ou o medo de uma liderança ultraconservadora com Kast, que prejudique gravemente a base do pluralismo que uma democracia deve ter", detalhou Mella.

Candidato do Partido Republicano, Kast, advogado de 55 anos, liderou o primeiro turno com 27,97% dos votos e um discurso de "paz, ordem, progresso e liberdade". Lançado pela aliança Aprovo Dignidade - Frente Ampla e Partido Comunista, o deputado Boric, ex-líder estudantil de 35 anos, recebeu 25,7%, ao identificar-se com os protestos sociais de outubro de 2019 contra a desigualdade social e que busca um novo modelo de país.
TAGS: kast | boric | eleicoes | chile |
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Laboratório anuncia teste para diferenciar o coronavírus da gripe A e B
Manhã na Clube: entrevistas com Alberto Feitosa (PSC), Márcia Horowitz e Andreia Rodrigues
Justiça por Beatriz: pais organizam peregrinação de 720 km para cobrar solução de assassinato
Pessoas que já tiveram covid podem adoecer novamente devido à ômicron
Grupo Diario de Pernambuco