Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Mundo

PANDEMIA

Espanha autoriza terceira dose da vacina anticovid para maiores de 70 anos

Por: AFP

Publicado em: 05/10/2021 18:08

 (Foto: JUSTIN SULLIVAN / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / Getty Images via AFP
)
Foto: JUSTIN SULLIVAN / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / Getty Images via AFP
A Espanha decidiu, nesta terça-feira (5), administrar uma terceira dose da vacina contra a Covid-19 aos maiores de 70 anos para melhorar sua proteção, anunciou o ministério da Saúde.

A Comissão de Saúde Pública decidiu "ampliar o grupo de pessoas que vão receber uma dose de reforço da vacina da Covid-19 para os maiores de 70 anos, no final do mês de outubro e após seis meses da segunda dose", disse o ministério em um comunicado.

Até agora, a Espanha administrava uma terceira dose apenas em pessoas da terceira idade que vivem em lares de idosos e em pessoas imunossuprimidas.

"Será fornecida uma dose de reforço da vacina RNA-m contra a Covid-19 (...). O objetivo é aumentar a proteção das pessoas mais vulneráveis", explicou o ministério.

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA) aprovou na segunda-feira uma terceira dose de reforço da vacina anticovid da Pfizer/BioNTech para os maiores de 18 anos.

A agência aprovou também a aplicação de uma terceira dose da Moderna ou da Pfizer para pessoas com sistemas imunológicos frágeis, ao menos 28 dias após a segunda dose.

Pelo menos 15 países do mundo começaram a administrar uma terceira dose em pessoas mais vulneráveis, incluindo alguns países da UE, como França, Itália e Alemanha, que não esperaram o sinal verde das autoridades europeias.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
CPI da Pandemia recomenda indiciamento de Bolsonaro
Manhã na Clube: entrevistas com Sileno Guedes e com a nutricionista Joyce Alencastro
CPI da Pandemia chega ao final com homenagens às vítimas da Covid
Manhã na Clube: ex-ministro Roberto Freire, dr. Cláudio Falcão e o advogado Pedro Avelino
Grupo Diario de Pernambuco