Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Mundo

DISCUSSÃO

Conselho de Segurança da ONU dividido sobre Coreia do Norte

Por: AFP

Publicado em: 01/10/2021 16:30

 (crédito: Images via AFP)
crédito: Images via AFP
O Conselho de Segurança da ONU discutiu, nesta sexta-feira (1), sobre os últimos testes de mísseis realizados pela Coreia do Norte, sem conseguir chegar a um acordo sobre uma declaração conjunta, como a França desejava, informaram fontes diplomáticas.

A reunião a portas fechadas durou pouco mais de uma hora e foi solicitada por Estados Unidos, França e Reino Unido.

Seu objetivo era analisar o lançamento por Pyongyang nesta semana de um míssil apresentado como hipersônico pelos norte-coreanos.

Na quinta-feira, a Coreia do Norte afirmou que testou com sucesso um míssil antiaéreo "desenvolvido recentemente".

"A França queria um comunicado de imprensa, mas Rússia e China disseram que agora não é o momento, que é preciso tempo para analisar a situação", disse à AFP um diplomata de um dos países-membros do Conselho, em anonimato.

A missão diplomática francesa não se disponibilizou até o momento a fazer comentários a respeito.

Desde 2017, ano em que o governo de Donald Trump fez com que o Conselho adotasse, por unanimidade, três séries de fortes sanções econômicas contra a Coreia do Norte depois que Pyongyang realizou testes nucleares e de mísseis, o Conselho de Segurança nunca encontrou uma posição comum.

China e Rússia pediram várias vezes, mas sem sucesso, um levantamento parcial das sanções, enquanto o novo governo de Joe Biden ainda não concretizou uma estratégia clara em relação à Coreia do Norte.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Trump anuncia planos para lançar nova rede social
Manhã na Clube: entrevistas com Teresa Leitão (PT), Fernandes Arteiro e José Teles
CPI da Pandemia recomenda indiciamento de Bolsonaro
Manhã na Clube: entrevistas com Sileno Guedes e com a nutricionista Joyce Alencastro
Grupo Diario de Pernambuco