Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Mundo

PANDEMIA

Casos de Covid-19 disparam em hospitais da Síria

Por: AFP

Publicado em: 01/10/2021 18:19

 (Foto: OMAR HAJ KADOUR / AFP
)
Foto: OMAR HAJ KADOUR / AFP
Os casos de Covid-19 dispararam, atingindo níveis críticos na Síria nas últimas semanas - informaram as autoridades nesta sexta-feira, com as unidades de saúde incapazes de enfrentar a situação. 

Em algumas das áreas mais afetadas pelos dez anos de conflito do país, as infraestruturas sanitárias são insuficientes, e os suprimentos médicos básicos e as doses de vacinas são escassos. 

Embora o número de casos esteja aumentando em todo país, as áreas mais afetadas pela última onda da pandemia são as do norte, que ainda estão fora do controle do governo. 

Na região de Idlib, onde cerca de metade dos mais de 3 milhões de habitantes foi deslocada pelo conflito, o número de infecções diárias registradas aumentou drasticamente e agora supera, com frequência, 1.000 por dia. 

"De agosto a setembro, o número de casos confirmados de coronavírus no noroeste da Síria disparou 144% para 71.715 casos em 28 de setembro, com 1.151 mortes", disse a organização Save the Children. 

A instituição disse que há apenas pouco mais de dez leitos em unidades de terapia intensiva para toda região e pediu ajuda internacional de emergência para evitar um desastre ainda maior. 

Os casos de Covid-19 também estão aumentando no nordeste do país, controlado em sua maior parte pela administração autônoma curda, assim como em áreas governamentais.
TAGS: síria | covid | pandemia |
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
CPI da Pandemia recomenda indiciamento de Bolsonaro
Manhã na Clube: entrevistas com Sileno Guedes e com a nutricionista Joyce Alencastro
CPI da Pandemia chega ao final com homenagens às vítimas da Covid
Manhã na Clube: ex-ministro Roberto Freire, dr. Cláudio Falcão e o advogado Pedro Avelino
Grupo Diario de Pernambuco