Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Mundo

CONFLITO

Tensão aumenta entre Kosovo e Sérvia após mobilização de veículos blindados sérvios

Por: AFP

Publicado em: 27/09/2021 14:25

 (Foto: Irfan Licina/AFP

)
Foto: Irfan Licina/AFP
A tensão entre Kosovo e Sérvia se acentuou nesta segunda-feira (27) depois que Belgrado decidiu enviar quatro veículos blindados para perto da fronteira com sua antiga província, observou um correspondente da AFP.

No domingo, o governo sérvio decidiu aumentar o nível de alerta de seu exército na área de fronteira. Aviões caça sérvios sobrevoaram várias vezes a área fronteiriça no sábado e domingo, informou um correspondente da AFP no local.

A televisão estatal (RTS) divulgou, nesta segunda-feira, imagens dos veículos blindados e de soldados do exército sérvio equipados com armas automáticas, destacando que estavam a 2 km da fronteira com Kosovo.

Em Pristina, o primeiro-ministro albanês Edi Rama, que está visitando Kosovo, disse que os movimentos de Belgrado eram "manobras militares teatrais" e se declarou convencido de que "o diálogo é a única solução".

A Sérvia acusa Kosovo (1,8 milhão de habitantes) de "provocações" após a recente mobilização de suas forças especiais perto de dois postos de fronteira no norte de Kosovo, Jarinje e Brnjak. Os sérvios são maioria no norte e rejeitam a autoridade do governo de Kosovo.

Belgrado permanece sem reconhecer a independência de sua antiga província, proclamada em 2008, e considera as passagens de fronteira entre Sérvia e Kosovo apenas "passagens administrativas".
TAGS: conflito | kosovo | sérvia |
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
CPI da Pandemia recomenda indiciamento de Bolsonaro
Manhã na Clube: entrevistas com Sileno Guedes e com a nutricionista Joyce Alencastro
CPI da Pandemia chega ao final com homenagens às vítimas da Covid
Manhã na Clube: ex-ministro Roberto Freire, dr. Cláudio Falcão e o advogado Pedro Avelino
Grupo Diario de Pernambuco